Por Di Lua, sobre Moda, Uncategorized
Dia 23/06/2013


Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 22/06/2013

 

Hoje (21.06) é o dia mundial do skate, o “Go skate Day”. A data foi criada em 2004 pela IASC – Internationl Association of Skateboards Companies. O esporte surgiu em meados da década de 60 na Califórnia, década em que o surf reinava. Os surfistas queriam “surfar” em terra firme nos períodos de maré baixa, então pegaram as rodinhas de patins e colocaram em “shapes”. Essa nova maneira de surfar foi chamada de “sidewalk surf”.O esporte logo caiu no gosto dos jovens, e o free style dominava.

Em 1965, surgiram os primeiros campeonatos e os skates fabricados industrialmente, mas o skate só ficou mais reconhecido uma década depois. Isso porque a “Skateboarder”, uma das revistas mais importantes do assunto decidiu mudar seu foco e cobrir competições de bike. Muitas pistas fecharam, e muitos abandonaram o esporte, ficando apenas os que realmente gostavam.
 
Na década de 70 houve racionamento de água nos EUA, e muitas pessoas tiveram que esvaziar suas piscinas. Logo os skatistas perceberam que essas piscinas poderiam ser ótimos obstáculos, surgindo aí o skate vertical. Em 1975 os Z-Boys revolucionaram realizando manobras do surf sobre o skate, e em 1979, Alan Gelfand inventou o Ollie-Air, manobra que consiste na ultrapassagem de obstáculos elevados, e é base para qualquer manobra. Outra figura importante nesse esporte foi Tom “Wally” Inouye, que é responsável por manobras como “wall rides” e “backside airs”. Inouye foi um dos primeiros skatistas de piscina.
O skate volta ao seu auge nos anos 80, com os skates inovados e a utilização de pistas em “U” (half – pipes). Nessa década, Rodney Mullen desenvolveu várias manobras como kickflip, heelflip, hardflip, casper, darkslide, rockslide, etc. Ele foi diversas vezes campeão mundial, chegando a ser considerado o melhor e mais influente skatista do mundo na sua modalidade. Outra figura foi Tony Hawk ( acho que todo mundo já jogou o jogo dele no Playstation haha), que inovou ao procurar ultrapassar os limites de criatividade e dificuldade das manobras no Half pipe.

 Temos dois representantes de peso do esporte no Brasil, o Bob Burnquist e a Karen Jonz. Bob Burnquist (36 anos) é brasileiro mas vive na Califórnia. Ganhou seu skate aos onze anos e estreou em competições dois anos depois. Nos anos 90 ele elaborou a última grande revolução no Skate: o Switchstance vertical. Essa é a técnica de se praticar Skate com a base trocada. Já era difundida na modalidade street, mas Bob foi o primeiro a popularizá-la na modalidade vertical. A partir daí, o Skate passou a não ter mais “lado”, ou seja, não existe mais o lado da frente nem o lado de trás. É essencial que o skatista que deseja competir domine essa técnica. Ele também foi o primeiro skatista a conseguir realizar a manobra fakie ( de costas para o obstáculo) 900º na Megarrampa, manobra que até agora só ele concretizou. É pentacampeão da Megarrampa.
 Já a Karen Jonz começou a praticar o esporte com 16 – 17 anos, idade considerada velha no skate. Conquistou o primeiro ouro brasileiro feminino nos X Games, além de ser a primeira campeã brasileira da história (2012) e bicampeã Mundial na categoria. É uma das poucas skatistas do Brasil que competem no vertical junto com os homens .
Modalidades
Abaixo estão listadas as modalidades básicas do esporte, e como há milhões de manobras não vou lista-lás,  mas vou indicar um blog onde vocês podem conferi-las, o Manobras de Skate.
Street

O popular skate de rua, onde os skatistas utilizam a arquitetura da cidade como obstáculos.

Freestyle
O skatista apresenta várias manobras em seqüência, geralmente no chão.
Vertical
– Half – Pipe
Pista em forma de U com mais ou menos 4 metros de altura, pode ser feita de madeira ou concreto.
– Pool Riding
É praticado em piscinas vazias com paredes arredondadas. As pistas de skate em forma de Bowl (bacia) são inspiradas nas piscinas, que tinham a transição redonda: azulejos e coping. O fundo redondo das piscinas americanas é para o caso de a água congelar as paredes não arrebentarem, pois nesse caso o gelo se deslocaria para cima, não fazendo pressão nas paredes.
– Big Air
O skatista desce de uma rampa em alta velocidade, realiza uma manobra e desce em outra rampa.
-Mini Ramp
É praticado em rampas de até 2 metros de altura, uma versão menor do Half-Pipe

Downhill

Modalidade onde o atleta desce uma ladeira fazendo manobras em alta velocidade.

-Stand Up

Consiste em descer uma ladeira com os pés sobre a lixa buscando a maior velocidade e estabilidade nas curvas e nas retas.
-Slide

Descida em ladeiras com manobras de slide (derrapadas) de diversas formas diferentes e estendendo as manobras.

-Longboard
Utiliza shapes de tamanhos acima do convencional e consiste em descer ladeiras com manobras de slides.
-Boardercross
Consiste em descer a ladeira passando por obstáculos (cones, rampas, etc.).
 Minha ligação com o Skate ??
Bom sempre tive vontade de aprender dois esportes radicais, surf e skate haha. Bom, o surf ainda não foi possível. Já o skate…, no ensino médio os garotos sempre levavam seus skates para a escola, e durante a aula de educação física eu acabei aprendendo a andar. Então, digamos que eu sei me manter em cima do skate. Sempre acompanho o X-Game pela TV e sou fã do Bob.
E vocês andam de skate? competem, ou gostam do esporte ?? Me responde aqui nos comentários.

Por Di Lua, sobre Cinema, Uncategorized
Dia 19/06/2013

Sinopse: Em virtude de terem cometido pequenos delitos, cinco adolescentes são confinados no colégio em um sábado, com a tarefa de escrever uma redação de mil palavras sobre o que pensam de si mesmos. Apesar de serem pessoas completamente diferentes, enquanto o dia transcorre eles passam a aceitar uns aos outros, fazem várias confissões e tornam-se amigos.
Clube dos Cinco retrata os adolescentes e seus dilemas, e na minha opinião mostra aquilo que Jean Jacques Rousseau já falava: o meio condiciona as pessoas. Acredito que muitas vezes e principalmente na adolescência vivemos uma vida de acordo com o desejo de nossos pais, e isso perdura até tomarmos consciência disso e adquirir outras experiências. Os personagens são diferentes e cada um tem seu problema, no decorrer do dia e do filme eles vão se identificando e percebem que o problema do outro determina sua personalidade e é tão complexo quanto ao seu.

Páginas1234