Por Di Lua, sobre Diário de Goiânia
Dia 30/05/2016

Sabe aquela combinação churrasco + feijão tropeiro + mandioca + vinagrete que todo goiano gosta? Você a encontra em vários lugares em Goiânia, desde quiosque em esquinas até restaurantes renomados. Pensando naquele turista que está chegando na cidade e não sabe onde comer, estou escrevendo esse post para indicar três lugares bons em Goiânia para se comer churrasco.

Buteko do Chaguinha

comer churrasco em goiania lary di lua (1)

Ambiente agradável e música boa representam o Buteko do Chaguinha, que leva a fama de ter a melhor picanha da cidade. No cardápio: espeto de maminha, fraldinha, cupim, lombo e picanha são os mais pedidos, mas a casa ainda trabalha com cordeiro, frango e peixes. Conheci o restaurante no último final de semana e gostei muito. Um espeto de 400g de churrasco mais acompanhamentos (feijão tropeiro, arroz, vinagrete e mandioca cozida) serve muito bem duas pessoas, no meu caso ainda sobrou, e custa a partir de R$28.

Fui na Unidade do Jardim América, localizada na Avenida C-155, nº 343,Jardim América, Goiânia –GO

comer churrasco em goiania lary di lua (3)

Carne de Sol 1008

comer churrasco em goiania lary di lua (2)
Foto Reprodução: Carne de Sol 1008

A Carne de Sol 1008 é um lugar para quem come muito e não importa com lugares cheios. Já fui várias vezes lá e não teve nenhuma vez que o restaurante estava vazio. O carro chefe da casa são os pratos individuais (que serve tranquilamente duas pessoas) e os pratos completos para três e para cinco pessoas. Eles são compostos pelo churrasco (carne de sol, cupim, picanha)mais feijão tropeiro, vinagrete, arroz, mandioca cozida e farofa de carne, e servem muito bem. Além disso, a Carne de Sol 1008 também trabalha com petiscos, porções e omeletes.

É um lugar que sempre indico aos amigos. Ah, e a comida saí rápido.

Há duas unidades bem próximas:

Rua 1008 Qd. 23 Lt. 08 n° 148, Setor Pedro Ludovico;

 e Alameda Leopoldo de Bulhões esquina com Rua 1008, Setor Pedro Ludovico.

comer churrasco em goiania lary di lua (2)

Pilão

comer churrasco em goiania lary di lua (3)Foto Reprodução: Pilão

O Pilão Bar, especializado em pratos nordestinos e carne grelhada, fica em frente à antiga unidade da Carne de Sol 1008, e também é uma boa opção para quem quer comer muito, mas não gosta de lugares tão cheios. Os pratos completos servem tão bem quanto no 1008, a única diferença é que também tem batata frita nos acompanhamentos. A casa também trabalha com petiscos, porções, espetinhos, caldo, pratos executivos e pratos a la carte. Na hora da sobremesa experimente o petit gateau do sertão, que é feito com banana da terra.

Endereço: Rua 1008, 145, Qd 20, Lt 04 – Setor Pedro Ludovico, Goiânia – GO.

Fotos do post: Laryssa Machado


Por Di Lua, sobre Moda
Dia 27/05/2016

boho festival lary di lua (1)

Sempre que penso em ter um estilo definido imagino ele assim: uma mistura de rock e country, ou seja, bem boho. Isso se deve principalmente aos meus gostos musicais: gosto muito de rock, principalmente os das décadas de 60,70 e 80, mas também gosto de country rock (Eagles, Lynyrd Skynyrd, The Band, The Byrds, Creedence Clearwater Revival, e muitas outras). E em minha opinião o gosto musical influencia e muito o modo de vestir das pessoas.

Quando ouço country rock me imagino pegando a estrada, em uma viagem muito longa, ouvindo música, parando para comer algo, junto de pessoas que me fazem feliz, conhecendo gente nova, passando por paisagens incríveis. E sempre que imagino essas cenas me vejo vestida: com chapéus, botas, camisetas de bandas, shorts jeans rasgados, vestidos florais, botas texanas, ou coturnos cheios de tachas e fivelas.

boho festival lary di lua (5)

Minhas principais inspirações na hora de vestir assim são filmes como “Easy Rider” (Título em português: Sem Destino – 1969) e “Almost Famous” (Título em português: Quase Famosos – 2000), festivais de música como o Coachella e o Woodstock, e nas pastas do Pinterest, é claro.

Sobre o Look Festival Boho

Amei esse look, principalmente porque expressou meu estilo interior, o modo como eu queria me vestir diariamente. Sempre que saio da rotina e/ou viajo, tento incorporar peças que quase não uso, mas que gosto, aos meus looks. E combinar o chapéu com a bota country é um exemplo disso. A única coisa ruim deste look é que eu poderia ter jogado um colete de suede ou um kimono por cima, mas fica para a próxima.

boho festival lary di lua (4)

Esse vestido lindo comprei na região da 44 aqui em Goiânia, e o que mais gostei nele é o fato dele ter babado apenas na barra. O chapéu floppy, que tem uma pegada bem boho por ter abas mais largas, eu comprei no AliExpress já tem um tempo (post sobre ele aqui). Essa bota country linda, da marca Wrangler eu comprei em um brechó online e amei: ela é de couro, tem salto quadrado baixo e bico fino. E essa pulseira de Pedra da Lua, que onde eu passo todo mundo pergunta, eu comprei em Ouro Preto.

boho festival lary di lua (6)

AH, escrevi esse post ouvindo essa playlist aqui!
Gostaram do look, o que vocês mudariam?


Por Di Lua, sobre Diário de Goiânia
Dia 24/05/2016
casa cor goias 2016 lary di lua (1)Área externa

Na tarde desta terça-feira, 24 de maio, visitei a Casa Cor Goiás 2016, que reúne em 3 mil m² arquitetura, design e cultura.  A 20ª edição da mostra conta com 36 ambientes projetados por 51 profissionais, e é um mais lindo e diferente que o outro.

A Casa Cor Goiás 2016 está sendo realizada em um antigo prédio no centro, onde funcionou por muitos anos o primeiro posto de saúde da capital goiana. Por isso muitos ambientes preservaram elementos do prédio, como encanamentos, vigas, paredes de tijolos, pé-direito alto, entre outros.

casa cor goias 2016 lary di lua (3)

casa cor goias 2016 lary di lua (2) 50 Tons Urbanos – Giovanni Baptista Borges

Está edição da mostra, além de apresentar o que é tendência quando o assunto é arquitetura, também trabalhou o conceito de sustentabilidade e o contato com a natureza, com o uso de LEDs na iluminação, energia solar, tetos verdes, e etc.

Gostei de quase todos ambientes, principalmente dos detalhes: ambientes escuros e muitos objetos na cor preta; dourado e cobre rosa também apareceu muito; muitas peças em vidros, lofts espaços e aconchegantes; reutilização de materiais; espelhos; os banheiros deram shows à parte.

casa cor goias 2016 lary di lua (5)Sala do Artista – Andréia Spessatto e Náira Sá

Alguns ambientes foram projetados para homenagear diversas personalidades. A “Sala do Artista”, das arquitetas Andréia Spessatto e Náira Sá, homenageia Siron Franco, e conta com obras exclusivas do artista goiano. O “Quarto da Rainha” é uma releitura do quarto de Sílvia Renata Sommerlath, Sílvia da Suécia (esposa do rei Carlos XVI Gustavo e rainha consorte do Reino da Suécia desde 1976), Já o Ambiente “Refúgio do Benjamim” homenageia o designer Sérgio Rodrigues.

casa cor goias 2016 lary di lua (8) casa cor goias 2016 lary di lua (7) casa cor goias 2016 lary di lua (6)Quarto da Rainha – Alexandre Milhomem

A Casa Cor Goiás 2016 acontece até o dia 22 de junho de 2016, no antigo prédio da CMAC – Juarez Barbosa, localizada na Rua 30 esquina com Avenida Tocantins, Centro – Goiânia-GO.

Horário: das 16h às 22h, de terça a sexta-feira; das 12h às 22h, sábado, domingo e feriados.

Valor dos ingressos: R$ 44 – inteira; R$ 22 – meia (com a apresentação de comprovante de estudante referente ao ano de 2016).

casa cor goias 2016 lary di lua (4)

Loft Garagem Renault – Fabíola Naoum e Wilker Godoi

Aguarde a segunda parte desse post! 🙂

*Fotos: Laryssa Machado


Páginas1234