Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 08/12/2010

creditos: Sundress doação :3

Quando bebês, uma mamadeira quentinha e a fralda seca. Quando crianças, querem ser o super herói do momento e ter um carro de controle remoto. Na adolescência, querem ser enturmados, e ter um monte de gatinhas atrás deles.Aos 18 querem tirar a CNH, para tirar onda com os amigos, e com as ficantes.

Acredito que com o tempo eles amadurecem. Depois dos 30 , acho que eles querem ter um emprego estável, uma casa, um carro, e até uma família, por que não?

Contudo, sempre me pergunto o que querem eles, quando estão na faixa etária de 19-29. Já tentei descobrir, e me responder, mas sinceramente, já desisti. Parecem ser tão voláteis, ou sou eu que sou? pode ser também.

Uma hora querem ser sérios, agindo como adultos, outras horas agem como moleques. Afinal o que vocês querem?



Thaíse L. disse:
Dia 10/12/2010 às 20:59

Pergunta muito difícil essa, quem vai saber?
Adorei o texto, boa sorte no Blorkutando.
Beijos.

Edy disse:
Dia 11/12/2010 às 19:18

Haha, gostei… no fundo só queremos o mesmo que as mulheres querem.. ser feliz!

Só que acho muito mais difícil entender as mulheres, pois essas nem Freud explica! rsrsrs

Alemao disse:
Dia 12/12/2010 às 21:48

Te garanto, Laryssa que é uma fase muito tensa, porque nessa idade é o auge das mulheres. O nosso é a partir dos trinta.
Certa vez eu vi um palestrante dizer que "quem inventou esse negócio de ficar foi o homem pobre". Talvez aproveitemos essa época que seria nossa era de fracasso para ter experiência. O campo de relacionamentos é muito podre e sentimos uma necessidade imensa de aproveitar essa época, pois se não, aos trinta seremos apenas um idiota que viu sua "princesa" passar por vários caras e nós os idiotas sonhadores ficamos apenas sendo os "caras legais" que nunca recebemos o valor. Talvez por isso exista a galinhagem masculina:por questão de sobrevivência e de não ser feito de otário. Isso varia em tantos aspectos que até ouvi uma frase engraçada que diz que "a mulher valoriza tanto um homem virgem que faz questão de deixá-lo nesse estado". Parece que o que nos resta é não ter objetivos, pois qualquer senso de escolha acima de instinto é sinal de fracasso.

Então a resposta é: não queremos nada, pois não recebemos nada.

lary disse:
Dia 13/12/2010 às 10:14

Mas nem todas princesas passam por vários caras idiotas,
se todo homem pensar assim, ai so vai existir homem galinha.

Nem todas as mulheres são assim, muitas ( muitas mesmo) querem um cara legal, inteligente, sonhador, e não esse idiotas que tem aos montes por aí.

Alemao disse:
Dia 14/12/2010 às 15:39

Assim, eu avalio as mulheres de acordo com seu grau de instrução, seja ele hereditário, ou o melhor, feito por si mesma. De acordo com isso, separo as atitudes instintivas (que de tamanha complexidade não vou citar todas aqui) das racionais seletivas. A primeira é oposta à segunda, visto que utiliza de desculpas esfarrapadas. É ela que define que uma mulher gosta de um galinha e ACHA que vai mudá-lo. A partir dela, uma mulher acaba mesmo se for sem a intenção se tornando uma rodada. Já quando ela passa a ser seletiva, ela usa o autocontrole: seleciona com a razão (e uma pequena dose de instinto) e só depois ela deixa as emoções e o instinto levarem adiante. Mas simplesmente discordo com você na entonação de "muitas" que usou, aplicando o critério de coerência. Que há mulheres sábias em escolhas, há, mas creio que a maioria dessas que você possa ter visto se enquadre no dizer que gosta de uns, mas estarem com outros. Sim, elas dizem conscientemente que não gostam de um galinha, mas porque sabem que podem sofrer nas mãos deles. No entanto não fazem jus ao que dizem, pois deixam seus instintos tomarem conta (aí que entraria o assunto complexo que não dá pra ficar explicando aqui).

Voltando ao foco, o que afirmei no post anterior foi só uma amostra do círculo vicioso que existe na sociedade, não leve muito a sério qualquer tipo de generalização, é que quando eu falo sobre alguns assuntos eu focalizo muito os meus exemplos. Talvez o que eu não tenha deixado claro é que há muita apatia na sociedade para com isso e a dita "modernidade" peca até com seu próprio sentido, pois ela baseia-se em jogar no lixo todas as regras e morais que de certo modo "humanizaram" o homo-sapiens para criar indivíduos cada vez mais instintivos e que agem como animais selvagens. Isso só vai alimentar cada vez mais o egoísmo das pessoas e isso é notório dentro do campo dos relacionamentos.