Por Di Lua, sobre Diário de Viagem, Uncategorized
Dia 21/07/2012

Ontem nos despedimos de Fortaleza na parte da manhã. A tarde fomos a Canoa Quebrada que está 166km  de distancia de Fortaleza. Dunas e falésias caraterizam a praia que foi descoberta na década de 60 por cineastas franceses que faziam parte do movimento Nouvelle Vague, influenciando a pegada hippie ainda existente em Canoa Quebrada. De noite o point é a rua Broadway, que é cheia de bares, restaurantes e lojinhas de artesanato.

Hoje chegamos á Natal, capital do estado do Rio Grande do Norte, que nasceu às margens do rio Potengi e do Forte dos Reis Magos, no extremo-nordeste do Brasil, numa região chamada “esquina do continente”. Conhecida com a “Cidade do Sol”, por ser uma das localidades com o maior número de dias de sol no Brasil, chegando a aproximadamente trezentos. Também a chamam de “Capital Espacial do Brasil” devido às operações da primeira base de foguetes da América do Sul, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno no município de Parnamirim.

As principais atrações são a Ponte Newton Navarro, o maior cajueiro do mundo, o Parque da Cidade, o Parque das Dunas e praias como Ponta Negra – onde passamos a manhã), Genipabu ( onde você pode andar de Dromedário) e Pipa., capital.

Praia de Ponta Negra e o Morro do Careca