Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 01/03/2012

Eu prometi para mim mesma que iria esquecer, como se eu nunca tivesse vivido aquilo. Mas as lembranças começaram a voltar, Não que eu quisesse, é claro. Na verdade elas começaram a me pertubar, e isso estava me fazendo mal, muito mal.

É nessas horas que começo a me encher de dúvidas, e o pior, a me culpar. É um sentimento de nó na garganta, uma vontade de gritar tão alto, que seja capaz de te pertubar. Não acredito que seja possível você ter mentido o tempo todo. Eu sei, palavras são fáceis de dizer, tem coisas que saem da boca para fora, o difícil é demonstrar,e você demonstrava.

Não sei onde errei, e se errei. Mas não entendo. Sinto falta das mensagens trocadas durante todo o dia, e do seu sorriso bobo. Sinto falta do seus abraços, dos seus beijos, sinto falta de você.