Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 21/01/2013
Mesmo com os tablets e e-readers (leitores digitais) tendo se popularizado tanto nos últimos tempos, até hoje existe uma guerra enorme entre os amantes dos impressos e os amantes das tecnologias. 
Há quem diga que um vai substituir o outro, que os livros impressos vão morrer a qualquer instante, mas eu ainda acho que eles vão durar muitos anos, concorrendo com os digitais. 
A verdade é que cada um deles possui os seus lados positivos e negativos, o que torna ainda mais difícil escolher um favorito. 
Por isso, separei as melhores coisas de cada um deles, para que vocês me contem quais preferem. 
LIVROS IMPRESSOS
– Cheiro de livro novo é uma delícia; 
– Folhear um livro é uma sensação única, principalmente por causa da textura de alguns papéis; 
– São presenteáveis, e todo mundo gosta de ganhar;

 – Não precisam de baterias para recarregar; 

– Dá pra escrever dedicatória e guardar pra sempre; 
– Ficam lindos na estante ou na prateleira, ajudando na decoração dos quartos, escritórios e salas; 
– Algumas capas são verdadeiras obras de arte, de tão lindas; 
– São excelentes companheiros no meio da rua ou no ponto de ônibus, pois não chamam a atenção como tablets; 
– Passear em livraria e bibliotecas é muito bom;
– Muito mais confortáveis quando você quer ler por horas e horas, pois não cansam a vista; 
– São colecionáveis, principalmente quando se tratam de trilogias e séries extensas; 
LIVROS DIGITAIS 
– São mais modernos e estilosos que qualquer livro; 
– Dá pra terminar um e começar o outro logo em seguida; 
– Dá pra ler no escurinho do quarto, com a luz apagada; 
– Você pode escrever anotações nas páginas e apagá-las quando quiser, sem deixar marcas; 
– São mais baratos que os livros impressos; 
– Podem ser interativos, com vídeos, músicas e animações; 
– Podem ser armazenados todos no mesmo lugar, e o peso não muda; 
– Estoque infinito, nunca vai ficar em falta em uma livraria; 
– Você pode buscar um trecho ou frase que tenha gostado sem precisar ficar folheando; 
– Alguns podem ser baixados até de graça, em promoções; 
– Contribuem com o meio ambiente, pois economizam árvores; 
Para quem não gosta de nenhuma das duas opções, existem também os audiobooks, que são aquelas histórias narradas por atores, com efeitos sonoros e tudo mais, lembrando as historinhas que vinham em CDs e que nossas mães colocavam pra gente ouvir quando éramos crianças… Quem lembra? Eu adorava! 
Enfim, as opções são muitas, vai depender do gosto de cada pessoa mesmo. O importante é gostar de ler de qualquer jeito, e entrar em cada história como se fosse única, viajar por lugares distantes e conhecer vários personagens, deixar a imaginação voar bem alto. 
Eu ainda não me decidi qual é o melhor, se é o impresso ou digital. Acho que o dia que inventarem um tablet que solta cheiro de livro novo, eu me decido rs. 
No seu caso, qual deles você prefere e por quê?
*Guest Post realizado pelo Ja Cotei


Dia 21/01/2013 às 14:51

eu acho que a melhor coisa que existe é o livro impresso *–* não consigo ler esses livros digitais, me da uma agonia imensa rsrs' Eu gosto de sentir cada pagina dos livros e sem contar que amo ver minha estante cheia deles *–*
=**

decotti.blogspot.com

Dia 21/01/2013 às 18:16

Eu fico com o livro impresso, a única coisa que invejo no livro digital é a possibilidade de ler com a luz apagada. Os livros impressos, como você disse, são obras de arte. =)

Lolis Almeida disse:
Dia 25/01/2013 às 14:43

Ah, eu tanto leio os livros impressos como o digital. Quando estou sem dinheiro recorro ao Tablet e compro alguns e-books pela net, o que é sempre mais barato. Mas em termos de preferência os impressos são essenciais para mim, o toque, o cheiro do novo e o bom é que dá sempre para emprestar. 😀
Beijos

Lolis

Laís Herculano disse:
Dia 30/01/2013 às 16:39

Sou sincera, prefiro livros impressos pois consigo ler eles sem me distrair, prova disso é que tenho dois livros no note para ler e não li ainda, mas com as voltas as aulas irei ler no caminho para faculdade, mas há vantagens em livros digitais mesmo porque as pessoas odiavam quando eu ligava a luz para ler.
http://www.meusdezoitoanos.com/