Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 19/08/2010
Saudade, uma palavra que não tem tradução para outro idioma, e que ás vezes me aperta o coração.
Saudade da infância, da diversão, de tomar banho de chuva, dos primos, da fazenda, dos animais, da alegria de criança.
Mas a saudade maior é da adolescência, época em que minhas grandes amizades se firmaram, em que não me preocupava com muita coisa, mas achava que aquilo já era muito. Naquela época, eu me arriscava mais, não tinha medo de ser feliz.
Saudade dos olhares, das paqueras, do romance que parecia que seria para sempre, saudade de você.
Sei que dei valor nisso tudo, mas hoje vejo que não foi o bastante.
Não vejo minhas amigas com tanta frequência, não tenho tempo para muita coisa, não me arrisco, não vivo uma utopia.
Ah são tantas saudades, muitas coisas só ficaram nas lembranças.


Lolis disse:
Dia 24/08/2010 às 19:47

Luna, my dear…eu bem sei como é a saudade!Estou tão longe dos meus amigos da minha família…sinto tanta a falta de todos…
mas ela é assim, com o tempo só nos resta aceitar, só nos resta conviver com ela…
é cruel, mas é verdade…
"/

Dia 24/08/2010 às 20:10

Oi linda amei seu blog ta lindo já estou seguindo viu, faz uma visitinha no meu ai se você gostar me segue também ta, beijão simara
http://plantaodabeleza.blogspot.com/

Dia 24/08/2010 às 20:12

Oi linda amei seu blog ta lindo já estou seguindo viu, faz uma visitinha no meu ai se você gostar me segue também ta, beijão simara
http://plantaodabeleza.blogspot.com/

lary disse:
Dia 24/08/2010 às 23:46

É um sentimento mt cruel msm, mas que nos faz dar valor nas pessoas e momentos