Por Di Lua, sobre Cinema, Uncategorized
Dia 30/10/2013
No ano passado eu  contei a História do Halloween, que teve inicio com as festividades dos celtas, vejam aqui. Em 2011, eu fiz um post com os meus Filmes de Bruxas favoritos, aqui. Este ano eu resolvi fazer um Top com os personagens dignos de Halloween, vejam:
Jack Skellington – O Estranho Mundo de Jack de Tim Burton. – 1993

Samara – O Chamado 2002

Chucky – O Brinquedo Assassino 1988

Sweeney Toodd  e Sr. Lovett.  Sweeney Toodd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet


Por Di Lua, sobre Cinema, Uncategorized
Dia 18/08/2013
Se estivesse vivo, Patrick Swayze completaria 61 anos hoje ( 18/08/1952). Patrick que nasceu em Houston, EUA, foi ator, dançarino, cantor e compositor. A sua filmografia é extensa, mas se destacou em Ghost Ghost: Do Outro Lado da Vida), Dirty Dancing ( Dirty Dancing – Ritmo quente), Donnie Darko, Point Break ( Caçadores de Emoção) e Steel Dawn ( Crepúsculo de Aço). Patrick faleceu em 14 de setembro de 2009, aos 57 anos, em consequência de um câncer pancreático.
No papel do instrutor de dança Johnny Castle, Patrick ficou conhecido com o filme Dirty Dancing em 1087. Na trilha sonora, “She’s Like The Wind” recebeu diversos prêmios e foi cantada e co-escrita por ele. Em 1990, Patrick se consagrou como protagonista de “Ghost”. No filme, interpretrou Sam, um homem assassinado que tentava se comunicar com sua mulher ( Demi Moore) através de uma médium (Whoopi Goldberg) e tirá-la do perigo. Em 1991 foi eleito o homem mais sexy do mundo pela revista ‘People”. 


  


Por Di Lua, sobre Cinema, Uncategorized
Dia 19/06/2013

Sinopse: Em virtude de terem cometido pequenos delitos, cinco adolescentes são confinados no colégio em um sábado, com a tarefa de escrever uma redação de mil palavras sobre o que pensam de si mesmos. Apesar de serem pessoas completamente diferentes, enquanto o dia transcorre eles passam a aceitar uns aos outros, fazem várias confissões e tornam-se amigos.
Clube dos Cinco retrata os adolescentes e seus dilemas, e na minha opinião mostra aquilo que Jean Jacques Rousseau já falava: o meio condiciona as pessoas. Acredito que muitas vezes e principalmente na adolescência vivemos uma vida de acordo com o desejo de nossos pais, e isso perdura até tomarmos consciência disso e adquirir outras experiências. Os personagens são diferentes e cada um tem seu problema, no decorrer do dia e do filme eles vão se identificando e percebem que o problema do outro determina sua personalidade e é tão complexo quanto ao seu.

Páginas1234567