Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 27/06/2014
 

Imagina uma caverna, agora imagina uma caverna de gelo em que ocorre uma Aurora Boreal dentro dela? Imaginou? Pois bem, no extremo leste da Rússia, na Península de Kamchatka um longo túnel, de quase 1km, foi formado por rajadas de lavas expelidas pelo Mutnovsky, vulcão ativo localizado na região. O calor do magma criou uma passagem pelas montanhas de gelo, que formaram o túnel cristalino e rendeu o aspecto lindíssimo e surreal. No túnel corre água quente de uma nascente próxima. Não, não ocorre Aurora Boreal lá dentro, mas foi o quê me veio a cabeça ao ver as imagens.

A Península de Kamchatka é uma região de beleza natural exuberante,  com seus grandes vulcões , lagos, rios selvagens, entre
outros.  Como ela só começou a ser explorada na década de 90, devido a
entrada de estrangeiros, parte de sua flora e fauna ainda permanecem
intocadas.
Nos últimos anos, as geleiras começaram a derreter deixando o teto da caverna mais fino. Com isso, a luz do sol atravessa sobre ele, iluminando a caverna por dentro.


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 12/06/2014

 

 

Após ser cercado pela vegetação, um trecho desativado de uma linha de trem em Kevlan, na Ucrânia, ficou conhecido como Túnel do Amor. Com o aspecto bucólico e até místico, a paisagem do lugar se confunde com a realidade e sonhos.

tunel do amor lary di lua (1)

O túnel, que mais parece cenário de filme, desperta o romantismo dos casais, principalmente os recém-casados, que têm escolhido o lugar para fazer suas fotos. Além disso, o lugar fica cheio de casais durante a primavera.

Segundo conta a lenda, o local desperta bons sentimentos no coração, e é usado por casais que desejam fazer pedidos de laços eternos de amor ou superstições na busca do amor verdadeiro.

tunel do amor lary di lua (2)

E aí, o quê acharam do lugar ? Loucos para irem lá? Sim ou Claro ?


Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 16/04/2014

Com todo o clima de Páscoa fica até difícil não falar de chocolate, mesmo o doce não tendo nada haver com o significado real da comemoração. O mercado consumidor criou e aprovou a ligação dos dois e assim é até hoje.

Mas você sabe de onde surgiu o chocolate ?
Não é de hoje que o chocolate faz a cabeça das pessoas, desde o século VI a.C. as bebidas achocolatadas já estavam presentes na vida delas.
Segundo registros, os Maias do México e da América Central foram os pioneiros no consumo do cacau, em meados de 1500 a.C. Já os astecas foram os primeiros apaixonados por chocolate de que se tem notícia, por volta de 1300 d.C. Entretanto, a bebida era privilégio apenas dos nobres e guerreiros.
Nessa época, as sementes de cacau eram utilizadas como uma espécie de dinheiro, e também funcionava como moeda para os astecas e maias. A especiaria continuou sendo utilizada como dinheiro até meados do século XIX, e a propriedade das árvores de cacau era fiscalizada e controlada pelo governo.

No século XVI, os conquistadores e missionários espanhóis que estavam na América do Sul, aderiram ao consumo do chocolate. Nessa época foram criadas as primeiras chocolateiras ( recipientes para guardar a bebida) pelos colonos espanhóis no México.
Na sociedade de Chiapas/México ( início do século XVII), o chocolate era um item considerado sagrado, e servido em cerimônias religiosas. O sucesso do chocolate se espalhou por toda a Corte Européia, conquistando a todos que experimentavam a bebida.
Já no início do século XX, o chocolate ganha propriedades medicinais, sendo reconhecido como fortificante e ficando mais acessível a todos. Torna-se produto comercial e ajuda a combater as bebidas alcoólicas.
Ao longo dos séculos XIX e XX, o chocolate atingiu elevados níveis de qualidade em função dos diversos aprimoramentos realizados. No entanto, os preços caíram atingindo setores maiores da população e aumentando o consumo. A partir da segunda metade do século XIX surgiram os primeiros “empresários do cacau”. Entre esses destacaram-se membros das famílias Hershey, Caldbury, Fry, Rowntree, Cailler, Suchard, Peter, Nestlé, Lindt e Toble. Henri Nestlé, fundador da chocolates Nestlé, foi um dos criadores, juntamente com Daniel Peter, do chocolate ao leite

Em 1819, foi construída em Paris, pelo químico francês Pierre Pelletier, a primeira fábrica que utilizava o vapor no seu processo de fabricação. No mesmo ano, François-Louis Cailler fundava em Vevey a primeira fábrica suíça de chocolate. Em 1831, Charles-Amédée Kholer estabelecia outra fábrica em Lausanne, também na Suíça. Em 1828 o chocolateiro holandês Coenraad J. van Houten patenteou um método de retirada da gordura das sementes torradas. Com a sua máquina, uma prensa hidráulica, Van Houten conseguiu fabricar o cacau em pó. Depois, tratou esse pó com sais, como carbonatos de potássio ou de sódio, para facilitar sua mistura na água. O produto final tinha uma cor escura e um gosto suave. O cacau em pó tornou possível a fabricação do chocolate sólido.

Em 1849, o inglês Joseph Fry produziu a primeira barra de chocolate comestível. Nesse mesmo período foram desenvolvidos vários processos que contribuíram para criar o chocolate como é conhecido nos dias de hoje. Em 1879, Daniel Peter, chocolateiro suíço, teve a ideia de usar leite condensado, inventado pelo químico Henri Nestlé em 1867, para fazer o chocolate ao leite.Nesse mesmo ano Rodolphe Lindt inventou um processo para melhorar a qualidade dos bombons de chocolate.

A primeira fábrica de chocolates foi construída em 1870, pelo frânces Émile Menier. Ele visava melhorar a qualidade do produto já existente e reduzir seu preço de custo, e assim democratizar a especiaria antes restrita às classes mais altas.

No final do século XX, o chocolate já havia invadido e conquistado os quatro cantos do mundo, sendo a China o ultimo país a se entregar aos encantos da delícia de cacau.


Páginas123456... 11»