Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 19/06/2010

vontade de comer alguns 🙂


Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 18/06/2010
Andando pela feira, vi todo tipo de invenção, mas apenas uma me chamou tanta atenção. Era uma maquina grande, parecida com aquelas de teletransporte dos filmes de ficção ciêntifica, ao lado dela tinha uma placa escrita ” Máquina do Amor Perfeito”. Os criadores explicaram que ela criava uma “alma gêmea” a partir das combinações, físicas e psicológicas, da pessoa que a tivesse usando. Eles distribuíram senha para quem tivesse interessado em testar a máquina, e logo eu estava indo fazer a minha combinação.
O painel era cheio de teclas, onde se podia escolher desde cor dos olhos á defeitos que a pessoa teria. Comecei pela parte física, olhos e cabelos claros, mas tinha uma exceção, cabelos pretos com olhos azuis, existe combinação mais perfeita que essa? Magro ( não gosto de bombadões) e alto, aliás maior que eu já esta bom.
Resolvi passar para a teclas psicológicas. Tinha que ser uma pessoa legal, responsável, verdadeira, romântica, sincera, que gostava de ouvir rock, passear no parque, ir no cinema, de Harry Potter e de dançar forró aos sábados. Ele tinha que ser inteligente, saber cozinhar e me entender com o olhar.
Mas ai comecei a ter reflexos, na verdade, me perdi eu meus pensamentos. Para quer eu iria querer alguém tão perfeito? ele não teria nenhum defeito, ia gostar das mesmas coisas que eu, ia ser uma rotina sem fim, uma relação que logo ficaria sem graça e monótona. Cadê a obra do destino, ou do acaso? eu não teria esse gostinho, o gostinho do novo.
Apertei o STOP, peguei minha bolsa e fui tomar café. E se eu tivesse sorte, eu poderia encontrar alguém legal e real.
obs.: Texto para Blorkutando

Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 10/05/2010

Querida Laryssa,

Vou confessar que quanto tive a oportunidade de escrever para alguém do futuro, não pensei duas vezes antes de te escolher, devo isso a essa louca ansiedade e curiosidade. Você se lembra, como eramos viciada em horóscopo, teve uma época em que todos os dias liamos. Hoje leio de vez em quando, mas só por ler mesmo, e espero que você continue sem ler.

Hoje você completa 40 anos e eu 19, Parabéns. Tantos planos eu fiz e continuo fazendo para você ser feliz, e se não deu certo , lembre-se que tentei. Mas, mudando de assunto, me conte como está, onde trabalha, como é nossa casa. Ah e meu cabelo você não pintou ele não né?, pelo amor de Deus não faça isso, se tiver alguns fios brancos tente resolver sem tinta. Ainda preso pela ideologia de loira natural, mesmo com os fios escurecendo. Você continua magra né?, não fiz aula de dança e futsal atóa, eu sei que depois que tem os filhos não é fácil, mas não me decepcione. E falando neles, me diga como são, parecem comigo?, ah não me diga quando nasceram , quero que seja surpresa.

E como é o mundo em 2030, as coisas melhoraram ou ficaram pior?, você já tem um carro voador? Bom, eu ainda nem tirei a carteira, você ainda se lembra que bombamos no primeiro teste né?, vou marcar o re-teste para esta semana, tomara que eu passe logo, ah e se você me responder essa carta ainda nessa semana, me dê umas dicas para passar logo, não aguento mais andar de ônibus!

Pois é aqui as coisas estão legais, complicada as vezes, essa semana tem alguns trabalhos para fazer da faculdade, mas estou feliz, o que eu devo a festinha de sábado, nos divertimos muito, você se lembra o quanto dançamos, abra o CD de fotos e veja as fotos para recordar. Nossa como sou tonta, é claro que CD nem deve mais existir, o que você usa para guardar arquivos?. Ah não paro de pensar no futuro, sei que é um grande erro, tenho que viver o presente, e não ficar vivendo algo que ainda não chegou, e filosofando aqui comigo, acho que escrever para você só vai me deixar mais ansiosa com o que está por vim. É pensando bem, não precisa me responder, quero viver cada momento, sentir a vida, continuar quebrando a cabeça, mas sempre sorrindo.

Beijos, se cuida

ass: Laryssa

PS.: Desculpe os erros de conjugação, mas escrever para eu mesma dá trabalho. Ah daqui 10 anos vou escrever outra carta, para não perder o hábito.


Páginas«1 ...373839404142»