Por Di Lua, sobre Moda/Beleza
Dia 02/07/2019
tendências de inverno lary di lua

No último dia 21 de junho teve início a estação do ano em que eu mais gosto de me vestir: o inverno. Apesar de Goiás, o estado em que moro, ter apenas duas estações bem definidas, que é seca (abril a outubro) e a chuvosa (outubro a março), ainda conseguimos ter algumas semanas de frio. Em cidades do interior do estado o frio persiste mais, mas aqui em Goiânia ele dura pouco e, por isso, eu aproveito para usar todos os meus casacos, meias calças, cachecóis e terceiras peças nesses dias hahaha.

Jaqueta aviador linda da Amaro

É nessa estação que todo mundo aproveita para tirar a calça de couro do armário, assim como as meias-calças, casacos mais estruturados e o xadrez. Mas nem só de cores escuras e casacos pesados vive o inverno. Este ano, a estação está sendo marcada pelo mix de estampas, cores e estilo (neon, animal print, tons terrosos, tecido tweed, pegada streetwear, entre outros), mostrando que cada vez mais vale investir em peças atemporais e utilizá-las em todas as estações.

Além disso, a influência retrô continua com tudo e na rua vemos muita peça bem característica dos anos 80 e 90, como calças mom jeans, jaquetas com aspectos mais desgastados, croppeds com mangas bufantes, entre outros.

Abaixo separei as tendências que estou amando e usando.

Tendências Inverno 2019

Western

Amo essa tendência e já até fiz um post sobre ela aqui. O Western é um estilo inspirado nas roupas utilizadas pelos camponeses norte-americanos do século XIX, tornando se muito popular nas décadas de 1940 e 1950 através dos cantores country e dos filmes de Velho Oeste. O estilo é marcado por muito jeans, jaquetas de couro, franjas (em bolsas ou roupas), botas, muitas tachas e fivelas.

Para não errar deixando o look muito caricato, escolha uma ou duas peças características do estilo Western e o trabalhe de forma sutil com seu estilo pessoal. Combine calça jeans, blusa básica e jaqueta com uma bota western (que tem recortes característicos, bordado ou fivelas e com salto bloco), por exemplo.

Tons Terrosos

Outra tendência que adoro são os tons terrosos. Nessa temporada, o marrom, o caramelo e o mostarda aparece em blusas, calças, jaquetas de couro, blazers e em casacos oversized. As cores estão em alta neste inverno, mas a verdade é que elas nunca saem de moda e são bem fáceis de combinar com outras peças e cores.

Pelos e Plumas

tendências de inverno lary di lua

O pelos e as plumas estão com tudo e não só apenas nas jaquetas aviadoras (elas surgiram na Primeira Guerra Mundial, quando os aviões não possuíam cabine fechada e os pilotos precisam se proteger do vento e das baixas temperaturas), mas também em forma de casacos e coletes. Além disso, no inverno 2019 as plumas e os pelos ganham espaço em cores pastéis e claras, não ficando restrito apenas aos tons terrosos ou escuros.

tendências de inverno lary di lua

Animal Print

Para quem gosta de ousar e dar um toque a mais no look, o animal print é pedida certeira nessa temporada. No inverno 2019 ele chega em duas linhas: oncinha e piton (que remete à cobra Piton, que tem o couro branco e preto). A primeira é muito vista em casacos, calças e acessórios, já a segunda aparece bastante em botas e cintos. Eu amo animal print mas prefiro usá-los em acessórios, como detalhe em uma bolsa ou no calçado.

Veludo Cotelê

O veludo reapareceu há algumas estações e caiu na graça de todo mundo, mas nessa estação quem ganha destaque é o veludo cotelê (aquele com risquinhos), que me lembra muito minha infância nos anos 90. A peça tem textura e esquenta bastante, sendo uma boa pedida para esta estação. Além disso, o veludo cotelê é facilmente combinado com cores neutras e deixa qualquer produção elegante.

Militarismo

A tendência não apareceu tão forte quanto em outros invernos, mas percebi que toda marca de moda tem ao menos uma peça verde militar compondo os looks da estação. Para não errar, invista calças ou jaquetas dessa cor. Aproveita para usar sua parka verde militar!

tendências de inverno lary di lua

Gostaram do post? Comenta aqui qual tendência do inverno 2019 você está gostando mais?


Por Di Lua, sobre Moda/Beleza
Dia 23/06/2019

Quando a gente pensa em look de trabalho o blazer é a peça que vem na nossa cabeça na hora, não é mesmo? A peça, que veio do guarda-roupa masculino, é clássica e da toda uma pegada social ao look, mesmo que você só esteja de calça jeans e camiseta. Por isso o blazer é a terceira peça preferida da maioria das mulheres que trabalham e precisam pensar em looks mais formais, e ao mesmo tempo moderno, para o ambiente corporativo.

Blazer como terceira peça

Usar terceira peça é o truque de estilo que eu mais amo. Sempre que uso um look mais básico (calça jeans e camiseta, por exemplo) opto por jogar um quimono, colete jeans, jaqueta ou blazer por cima. O look ganha um up, fica bem mais interessante, com cara de que foi muito bem pensado e até alonga a silhueta ou disfarça a barriguinha rs, dependendo da peça e de como ela foi usada.

E este é o caso do blazer, que além de empregar formalidade e elegância ao look também alonga a silhueta se for usado aberto, por exemplo.  A peça é bastante versátil e vai bem com calça, saia, short e vestido, e, por isso, vai bem no ambiente de trabalho, no almoço com a família ou em um happy hour depois do expediente. Tudo irá depender do modelo do seu blazer, do tecido, e de como ele foi coordenado no seu look.

Não se esqueça de prestar atenção ao caimento e no corte do blazer na hora da compra, uma vez que a peça é daqueles para se usar durante um bom tempo e, por isso, precisa ter uma boa qualidade.

Terceira peça: usando o blazer no ambiente de trabalho

O blazer é aquela terceira peça queridinha do ambiente corporativo, e pedida certeira na audiência jurídica, na reunião da empresa ou na visita àquele cliente importante. Mulheres que tem cargo de chefia ou coordenação não vivem sem ele. Para não ter erro, use-o com calça reta de alfaiataria, calça pantacourt, saia midi e até mesmo com uma calça jeans flare.

Seu trabalho exige looks mais formais? Tenha no mínimo uns dois blazers para usar como terceira peça. Eu apostaria em um mais clássico (preto ou branco) e outro numa cor pastel ou em uma cor mais vibrante, se o seu ambiente de trabalho permitir. Se liga: o blazer preto empresta mais formalidade ao look, já o blazer branco deixo o look ainda mais moderno. Para o ambiente corporativo, acho essencial ter uma calça social reta preta e outro de uma cor neutra, facilitando ainda mais a combinação dos looks e multiplicando as possibilidades.

Faça um exércio simples: separe uma calça jeans, uma calça social e uma saia midi para a parte de baixo; depois separe três blusas básicas que você normalmente usa para ir ao trabalho; e, por último, seus blazers. Depois monte todas as opções possíveis combinando cada parte de baixo com as três blusas e com os blazers, e veja quantos looks são possíveis criar apenas com essa pouca quantidade de roupa. Além disso, não esqueça de pensar no calçado, na bolsa e nos acessórios, tenha sempre mais de uma opção para deixar o visual diferente.

Além disso, você pode usar o blazer de diferentes formas para dar um toque na produção: apenas um botão fechado, totalmente aberto, com a manga dobrada até a altura do cotovelo, acinturado com um cinto fino.

Terceira peça: usando o blazer no dia a dia

Como eu disse acima, o blazer não é uma peça restrita ao ambiente de trabalho e vai muito bem no almoço de domingo, no passeio ao shopping, na inauguração daquele restaurante, e até mesmo na balada. Neste caso, combine-o com peças que não sejam formais, como blusas e vestidos de tecidos mais fluídos, jeans, coloridas, estampas animal print, lurex, etc. Na hora de escolher os sapatos pode se jogar no tênis, sapatilha e até mesmo em sandálias rasteiras.

Uma das tendências que vai e volta é o oversized (que se traduzido literalmente seria “grande demais” e nada mais é que peças maiores que o seu tamanho normal), e você pode escolher um blazer desse modelo para deixar o look mais descolado e cheio de atitude. Eu apostaria em um blazer oversized combinado com camisetas de bandas e short jeans para um visual mais cool e despojado.

Outra dica de como usar o blazer como terceira peça de uma forma mais moderna, é apostar em modelos com tecidos que fujam do padrão (tecidos como oxford, sarja e o linho), como esse da Amaro (imagem abaixo) de veludo cotelê. O tecido é uma das tendências do outono/inverno deste ano e está super em alta. Aposte também em blazers com estampa animal print para sair da mesmice e dar um ar mais moderno ao seus looks.


E você já usa o blazer como terceira peça? Precisa investir em looks mais formais para o ambiente de trabalho? Comente aqui:


Por Di Lua, sobre Moda/Beleza
Dia 14/06/2019

A tendência Western chegou com tudo no outono/inverno 2019 e eu gostei bastante, pois é um estilo já que incorporei no meu estilo pessoal. O estilo inclusive apareceu na passarela da Dior Cruise 2018, que conseguiu coordenar ponchos, bota country e casacos pesados com peças mais leves, como a renda.

Dior Cruise 2018 – Imagem Reprodução: In Style

Contudo, muitas pessoas torcem o nariz quando ouvem falar do estilo Western (que tem suas origens no Velho Oeste), por que acham que é se caracterizar totalmente de cowboy ou cowgirl, como se a regra fosse: se vista para ir à um rodeio, embora não seja isso.

Sempre que me perguntam meu estilo, respondo que ele é boho, pois gosto da mistura de vários estilos que ele proporciona, mas sempre pensando no conforto e em looks fluídos. E um dos mix mais importantes desse estilo é o Western. É muito comum encontrar botas chelsea, bolsas com franjas, cintos com fivelas e lenços quando se pesquisa por estilo boho na internet, por exemplo.

Além disso, música, filmes e séries influenciam muito na construção da nossa personalidade e, consequentemente, no nosso estilo. Sabem quais são meus tipos de música preferidos? Rock, country/rock e folk hahaha. Ou seja, o estilo Western faz parte totalmente do meu estilo, mesmo eu não gostando nem um pouco de sertanejo.

Peças chaves do estilo Western

O Western tornou se popular nas décadas de 1940 e 1950 por meio dos cantores country e dos filmes de Velho Oeste. Ele é inspirado nas roupas utilizadas pelos camponeses norte-americanos do século XIX, por isso o jeans e o couro são muito comuns no estilo.

Para arrasar na hora de pensar em looks inspirado no Western invista nas seguintes peças:

Botas: de cano médio, bordada, com fivelas, com tachas, com detalhes de animal print, bota de cano curto, enfim, essa é a peça essencial do estilo e por isso tem que ter. Aposte em um modelo que seja fácil coordenar com seu estilo e possa ser usada em produções mais básicas e do dia a dia.

Peças com franjas: pode ser uma bolsa tipo saco, uma bolsa pequena a tiracolo, um detalhe na bota de camurça, na camisa preta ou na jaqueta marrom de sued. A Franja garante mais movimento ao look, e isso é essencial no estilo Western.

Cintos: esse é um acessório essencial do estilo. Aposte em modelos largos e com fivelas grandes. Eu amo aqueles cintos duplos e acho a cara do estilo Western.

Estampas: Aposte em vestidos fluídos com estampas florais, ou em estampa de estrelas. Ambas são a cara do Western, principalmente coordenadas com uma segunda peça, que pode ser uma jaqueta de couro, cardigan com texturas e até mesmo com ponchos. A estampa xadrez também é curinga na produção Western, mas cuidado na hora de usar. Escolheu uma camisa xadrez? aposte em uma peça lisa ou jeans para a parte de baixo, por exemplo.

Couro e camurça: são tecidos bem característicos do estilo e comumente vistos em jaquetas, botas e até em calças. Esqueça a jaqueta de couro preta e aposte em tons terrosos.

Lenços: amarrados no pescoço e coordenados com camisas de cores claras, ou amarrada na bolsa ou no lugar do cinto, pode se jogar no acessório. Aposte naquele lenço tipo bandana.

Como incorporar o Western ao seu estilo?

O grande truque para incorporar o Western ao seu estilo pessoal é escolher uma ou duas peças que tragam a tendência de forma mais sútil ao look, pode ser um cinto de fivela coordenado com uma bota bordada, ou uma jaqueta de couro com franjas.

Também é importante observar como o estilo é trabalhado nos catálogos de moda: nada é muito over, exagerado, mas bem moderninho e feminino. Aproveite para se inspirar na coleção Western da Amaro.

E por último, assista à alguns filmes em que o estilo é bem presente para você se inspirar, vale filmes de velho oeste ou filmes uma pegada mais country/rock, como Easy Rider, Johnny e June (que conta um pouco da história do Johnny Cash, considerado o rei da música country),Thelma e Louise, entre outros.

E vocês, gostam deste estilo? Comente aqui!

* Imagem do banner: Harpers Bazaar. Photographs by: Mariano Vivanco, Fashion Editor: Joanna Hillman Sep 12, 2017.


Por Di Lua, sobre Dicas de Goiânia, Moda/Beleza
Dia 01/11/2018

Você sempre quis saber se maquiar para uma festa ou para o dia a dia? sempre quis saber fazer um contorno, marcar os olhos ou fazer um delineado gatinho para ninguém colocar defeito? A O Boticário do Shopping Bougainville está oferecendo cursos de automaguiagem no Make Up Studio, um espaço dedicado ao aprendizado de técnicas de make e com profissionais especializados para você aprender a se maquiar de forma descomplicada. São dois módulos disponíveis em aulas ministradas de terça a sábado, na loja do Shopping Bougainville. À frente das modernas técnicas de beleza, estão os experientes maquiadores Bruna Karoline e Wanderson Grigório.

Entender de automaquiagem tem sido uma opção buscada por muitas mulheres, mesmo as que têm à disposição os melhores maquiadores. Afinal, além de uma rotina atribulada ou imprevistos, há sempre necessidade de retocar a make em diferentes momentos. Respeitar preferências de cores, biótipo e estilo é também outro ponto positivo apontado por adeptos da técnica que traz praticidade”, explicam os maquiadores.

 

Maquiagem acessível

Quem está iniciando no universo da maquiagem tem a opção Você Pode, que oferece técnicas de automaquiagem básicas, que incluem desde a escolha à aplicação correta de produtos como base, corretivo, batom, sombra, blush e delineador, além dos pincéis mais adequados para a perfeita execução da make.

Já o módulo Você Pode Mais prepara as mulheres para executarem produções mais elaboradas. O módulo oferece acompanhamento personalizado para quem deseja equilibrar as linhas do rosto (aumentar, afinar, sombrear e iluminar), aplicação de sombra preta (incluindo efeitos esfumado, delineado e côncavo) e preparação da pele.

Cada aula tem duração de duas horas e meia e custa R$ 90. A taxa inclui apostila e R$ 60 podem ser convertidos em compra de produtos de maquiagem. As inscrições podem ser feitas em qualquer loja da marca em Goiânia, Senador Canedo e Aparecida de Goiânia. Para mais informações procure uma unidade do O Boticário ou ligue no número 62. 3245-1248.


Páginas12345678... 47»