Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 21/04/2020

Hoje vim compartilhar com vocês três receitas para o café da manhã sem leite e com a substituição de açúcar por xilitol (você pode usar outro adoçante). Em tempos de quarentena, tenho passado ainda mais tempo na cozinha, sobretudo preparando refeições rápidas e que sirvam para aquele momento de preguiça. Eu sou intolerante a frutose e um pouco intolerante a lactose (falei sobre isso aqui), então eu sempre estou pensando em lanches rápidos, para não consumir produtos industrializados.

A seguir compartilho três receitas que tenho feito para o meu café da manhã sem leite e sem açúcar.

Cupcakes veganos de limão 

receitas sem leite lary di lua

Ingredientes

1 1/4 xícara de farinha de trigo
3 colheres de sopa cheia  de xilitol
4 colheres de óleo de girassol (pode ser o de sua preferência)
2/3 xícara de água
1 colher de fermento
raspa e suco de 1 limão

Modo de Preparo

Pré-aqueço o forno enquanto misturo todos os ingredientes (primeiro os secos), exceto o fermento, que coloco por último. Despeje em forminhas de papel e leve ao forno durante 30 minutos em 180-200ºC. Guarde por até dois dias na geladeira

Bolo de fubá sem leite e sem ovo

2 copos americanos de fubá
1 copo de farinha de trigo
1 copo de xilitol
1/2 copo de óleo (o de sua preferência)
1 copo de água
erva doce a gosto
1 colher de fermento cheia

Modo de Preparo

Pré-aqueço o forno enquanto misturo todos os ingredientes (primeiro os secos), exceto o fermento, que coloco por último. Despeje em uma forma untada de óleo e leve ao forno durante 30 minutos em 180-200ºC, ou até que esteja dourado. Guarde por até dois dias na geladeira.

Pastel de Forno (sem leite e ovo)

Ingredientes da massa

2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó químico
1 colher (chá) rasa de sal
2 colheres (sopa) cheias de óleo (o de sua preferência)
3/4 de xícara de  água

Recheio

Faço de frango, ou berinjela ou de banana com canela. Se você for vegano ainda pode fazer de palmito, maçã, pêssego.

Preparação

Misture todos os ingredientes até que fique uma massa que desgrude das mãos. Então, abra a massa com um rolo (pode ser uma garrafa de vidro rs), corte com um copo e recheie. Depois feche as bordas enrolando. Logo após essa etapa, coloque em uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido (200ºC) por 20 a 30 minutos, ou até que fiquem dourados. Gosto de congelar alguns pasteis depois de assados para eu fazer nos dias de preguiça hahaha. Como o microondas está estragado, descongelo eles na fritadeira hahaha.

Gostaram das receitas sem leite? quais vocês irão fazer com certeza??

Salve esse post no Pinterest

Por Di Lua, sobre Entretenimento
Dia 09/04/2020

Eu amo filmes sobre viagem no tempo desde quando eu era criança e assistia De Volta para o Futuro na Sessão da Tarde. Isso de entrar em uma máquina e voltar a viver no Egito, por exemplo, sempre teve um espaço relevante na minha imaginação infantil. Contudo, o passar dos anos e a grande oferta de filmes que abordam essa questão deixou claro que isso não só seria difícil de acontecer, como traria várias consequências.

Abaixo listo os filmes sobre viagem no tempo que eu mais gosto. Apesar de três deles terem uma pegada mais romântica, todos mostram como as consequências seriam graves caso fosse possível viajar no tempo.

Questão de Tempo

filmes sobre viagem no tempo lary di lua

Sinopse: Ao completar 21 anos, Tim (Domhnall Gleeson) é surpreendido com a notícia dada por seu pai (Bill Nighy) de que pertence a uma linhagem de viajantes no tempo. Ou seja, todos os homens da família conseguem viajar para o passado, bastando apenas ir para um local escuro e pensar na época e no local para onde deseja ir. Cético a princípio, Tim logo se empolga com o dom ao ver que seu pai não está mentindo. Sua primeira decisão é usar esta capacidade para conseguir uma namorada, mas logo ele percebe que viajar no tempo e alterar o que já aconteceu pode provocar consequências inesperadas.

Te Amarei para Sempre

Sinopse: Henry DeTamble (Eric Bana) conheceu Clare Abshire (Rachel McAdams) quando tinha apenas 6 anos, em um campo perto da casa de seus pais. Logo eles se tornaram grandes amigos, avançando para confidentes e depois amantes. Só que há um problema: o futuro de Clare é o passado de Henry. Ele é um viajante do tempo, devido a uma modificação genética rara que o faz levar a vida sem saber em que época estará. O fato de Henry conhecer o futuro sempre incomodou Clare, mas agora a situação se inverteu. Quando Henry volta no tempo para encontrar Clare aos 6 anos, é ela que, em sua fase adulta, sabe qual será o futuro de seu amado.

A Casa do Lago

filmes sobre viagem no tempo lary di lua

Sinopse: Kate Forster (Sandra Bullock) é uma médica solitária, que morava em uma casa à beira de um lago. Hoje esta casa é ocupada por Alex Wyler (Keanu Reeves), um arquiteto frustrado. Kate passa a trocar cartas com Alex, com quem mantém um relacionamento à distância por 2 anos. É quando, ao se descobrirem apaixonados um pelo outro, eles buscam um meio de se encontrar.

Efeito  Borboleta

Sinopse: Evan (Ashton Kutcher) é um jovem que luta para esquecer fatos de sua infância. Para tanto ele decide realizar uma regressão onde volta também fisicamente ao seu corpo de criança, tendo condições de alterar seu próprio passado. Porém, ao tentar consertar seus antigos problemas ele termina por criar novos, já que toda mudança que realiza gera consequências em seu futuro.

Salve esse post no Pinterest

Confira aqui seis filmes sobre viagens


Por Di Lua, sobre Decoração, Diário de Viagem
Dia 07/04/2020
A Alamo Square é cercada por casas no estilo vitoriano. Essas ficam ao redor da praça, mas não são as Painted Ladies (eu confundi com elas rs)

Quer fugir dos pontos turísticos ou já esteve mais de uma vez na cidade e não sabe o que fazer em San Francisco? que tal tirar uma tarde para conhecer e admirar as casas em estilo vitoriano da cidade?

Uma das coisas que me fez apaixonar ainda mais por San Francisco, foi a arquitetura das casas vitorianas, presentes em toda a cidade. As famosas Painted Ladies na Praça Alamo (Alamo Square) não são os únicos modelos do estilo, que tem exemplares que podem ser encontrados no bairro Castro, Russian Hill, Hayes Valley, entre outros. Assim, admirar essa arquitetura é uma das coisas que você pode fazer em San Francisco durante sua estadia na cidade

O que fazer em San Francisco: conhecer o estilo vitoriano 

Construção no bairro Russian Hill

O boom imobiliário de San Francisco, ocorrido após o fim da corrida do ouro em 1849, fez surgir muitas construções novas, a maioria com estilo vitoriano (termo da época da Rainha Victoria da Inglaterra), predominante entre 1837 e 1910. Até o período entre guerras, a maioria das casas mais antigas de São Francisco eram pintadas de branco ou cinza, como os navios de batalha, para disfarçar a estrutura de madeira. 

Entre 1849 e 1915 cerca de 48 mil casas no estilo vitoriano foram construídas em San Francisco, se tornando uma arquitetura muito comum em toda a Califórnia posteriormente. As Painted Ladies só foram construídas entre 1892 e 1896, por Matthew Kavanaugh. As sete casas situadas ao redor da Praça Alamo (Alamo Square) foram algumas que resistiram ao grande terremoto que destruiu a cidade em 1906. Elas são caracterizadas pela assimetria dos volumes, varandas cobrindo as entradas principais, vidros seccionados, bem como pela existência de vitrais, colunas e balaústres.

Imagem: Reprodução

Em 1963, o artista Butch Kardum teve a ideia de pintar os imóveis vitorianos que resistiram ao Grande Terremoto (1906) em cores mais intensas, ressaltando os ornamentos. Logo depois, várias pessoas começaram a copiá-lo, pintando suas casas, na maioria em tons pastéis.

Estilo vitoriano

Em San Francisco, as casas vitorianas podem ser:

  • Italianate (1850 – 1890), com telhado reto e suportes grossos, janelas finas e altas, tetos arredondados e varandas (a casa azul);
  • Stick (1860 – 1890), caracterizada principalmente por janelas retas e com pedaços de madeira aplicado nas laterais (a casa amarela com marrom); e
  • Queen Anne, que tem muitos detalhes, frontão trabalhado no alto e o telhado em V invertido, como as Painted Ladies.
A marrom tem influencia do estilo stick e a azul do meio Italianate

San Francisco

San Francisco é a quarta cidade mais populosa da Califórnia e foi fundada em 1776 por espanhóis. A cidade é famosa pelo ir e vir dos bondinhos, pela Golden Gate e por seu vento frio. Além disso, foi palco da contracultura na década de 60 e é rica em diversidade cultural.

Salve esse post no Pinterest

*Com informações do Blog da Arquitetura e Hotel Califórnia Blog


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 27/03/2020

Que tal aproveitar esse tempo a mais em casa para viajar através de filmes? Neste post listei seis filmes para viajar através de paisagens incríveis pela Itália, Estados Unidos, Índia, entre outros, que já me fizeram e ainda me fazem sonhar em conhecer alguns lugares. Veja:

Seis filmes para viajar sem sair de casa

A Incrível Jornada 2, Perdidos em San Francisco (foi por conta desse filme que eu me apaixonei por SF) – Os cães Chance, Shadow e a gata Sassy fogem do aeroporto quando seus donos estão indo passar as férias no Canadá. E assim acabam ficando perdidos em San Francisco, enfrentando chuva, fome e até mesmo a carrocinha. A história é fofinha, mas o ponto alto são as ladeiras e as paisagens de SF.

Na Natureza Selvagem – Chris McCandless, um jovem norte-americano de classe média alta, que doa todo o seu dinheiro, abandona seus pertences, e mais tarde seu carro, e cai na estrada sem nunca mais dar notícias aos pais. Ele adota um outro nome, Alex Supertramp, e viaja sozinho durante dois anos até chegar no Alasca onde acaba morrendo. No trajeto ele conhece diversas pessoas e nos inspira a questionar as imposições sociais. Muitas paisagens lindos, principalmente do Rio Colorado e do Grand Canyon.  O filme é baseado em fatos reais e no livro de Jon Krakauer (confesso ter achado ele um pouco egoísta após ler o livro, mas isso é assunto para um post que estará no blog em breve). Esse é um filme que me inspirou muito a viajar sozinha pela primeira vez.

Filmes para viajar: América do Sul

Diários de Motocicleta – Baseado em fatos reais, o filme mostra a viagem de Che Guevara e seu amigo Alberto Granado pela América do Sul de motocicleta. No entanto, após 8 meses, o veículo quebra e eles continuam a viagem pedindo caronas. Belas paisagens, cultura e aspectos econômicos dos países sul americanos são explorados no filme.

Expedition Happiness (Destino Felicidade) – Conheça o Alasca, México, Estados Unidos, Argentina e outros países americanos com este documentário. Felix e Selima cruzam a América de Motorhome com Rudi, o cachorro do casal, passando perrengues e mostrando imagens magníficas. Leve, com fotografia linha e uma trilha sonora incrível, esse é um dos filmes que com certeza te fará viajar. Tem na Netflix.

Filmes para viajar pela Itália

Créditos: Julia Roberts as “Liz Gilbert” in Italy in Columbia Pictures’ EAT, PRAY, LOVE.

Comer, Rezar e Amar – Liz Gilbert é uma jornalista que decide tirar um ano sabático após se divorciar. Ela vai em busca de crescimento espiritual e acaba aprendendo a comer, rezar e amar na Itália, na Índia e em Bali, respectivamente. As paisagens são de tirar o fôlego e com certeza esse filme te fará viajar muito, seja pelos lugares ou pela vontade de fazer as malas e viver experiências parecidas. O filme é inspirado no livro homônimo e está disponível na Netflix.

Créditos da imagem: TOUCHSTONE / THE KOBAL COLLECTION

Sob o Sol da Toscana – A escritora Frances Mayes leva uma vida feliz em San Francisco até se divorciar. Ela viaja para a Itália, mesmo estando triste, após muita insistência das amigas e acaba comprando uma casa na Toscana. Enquanto ela reforma seu novo lar, acaba se apaixonando. Vale a pena assistir para se apaixonar ainda mais pelas paisagens da Toscana e por Positano, que também aparece no filme.

Quais são os filmes que te fazem viajar ou sonhar em conhecer um lugar? comente aqui:


Páginas1234567... 248»