Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 03/11/2016

tag-chocolate-viajante-lary-di-lua-4

Eu quase nunca respondo tags aqui no blog, mas quando vi a Chocolate Viajante no Depois dos Quinze eu quis responder na hora, até porque viagens tem tudo haver com o Di Lua né!? A Tag Chocolate Viajante foi criada pela Bru, com a ajuda da Hershey (minha marca preferida de chocolate em barras RS), em que ela escolheu três cidades para responder as perguntas. Para não ficar uma tag muito grande, eu escolhi apenas Buenos Aires.

Chocolate ao leite: sua primeira viagem para aquela cidade.

Em 2012, fui pela primeira , e única, vez para Buenos Aires (ARG) foi uma viagem inesquecível, principalmente por ter sido a minha primeira viagem ao exterior. Havia um rapaz na Faculdade que fazia várias excursões universitárias, e aproveitei meu último ano da graduação para conhecer a Argentina. Uns dois meses antes da viagem, comecei a fazer meu roteiro, a olhar pontos turísticos e rotas. A viagem de ônibus durou umas 54h (sim, quase três dias na estrada), e atravessamos o deserto, congelante, argentino. Chegamos em Buenos Aires durante a noite, a temperatura estava abaixo de 10ºC, e ver o Obelisco me deixou emocionada. A viagem foi ótima, conheci vários pontos turísticos, me diverti com as amigas, arranhei muito no espanhol.

Ovomaltine: o que você queria ter conhecido/feito naquela cidade e ainda não pôde.

Queria ter entrado no Teatro Colón, ido até o Rio Prata, ido em shows de tango, mas o uma semana foi muito pouco para conhecer tanta coisa.

tag-chocolate-viajante-lary-di-lua-2

Meio-amargo: um perrengue que passou na cidade.

Não foi bem um perrengue, mas como eu não falava espanhol muito bem e nem minhas amigas, no primeiro dia da viagem tivemos dificuldade em pagar o transporte público ( era uma catraca que só aceitava moeda e só tínhamos notas de papel), mas o motorista e uma passageira nos ajudaram.

Cookies ‘n’ cream: a melhor lembrança que você tem da cidade.

Do tempo cinza, do frio, da Calle Florida, da Casa Rosada, das Medialuna, da Mafalda, de trocar real por peso e sempre me sentir muito rica RS.

Quer saber mais sobre essa minha viagem à Argentina? Confira os posts que fiz na época aqui.

E aí, gostaram da Tag Chocolate Viajante? Responderam ela também?

tag-chocolate-viajante-lary-di-lua-3


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 19/10/2016

No último sábado, dia 15 de outubro, passei o dia no Hot Park, o maior parque aquático da América do Sul e que fica bem pertinho de Goiânia, no município de Rio Quente, do lado de Caldas Novas. Eu já fui várias vezes para o parque, inclusive já havia gravado um Vlog aqui, mas como muita coisa mudou no Hot Park e a qualidade dos meus vídeos também, rsrs, decidi gravar um outro vlog, assistam:

Hot Park

O Hot Park, localizado no município de  Rio Quente a 135km de Goiânia, possui diversas atrações radicais espalhadas, e alia diversão e contato com a natureza. O parque, inaugurado em 1997, conta com praia do cerrado, espaço para crianças, rio de boias, toboáguas, Half Pipe e praia do cerrado. Além disso, todas as piscinas no Hot Park são naturalmente aquecidas, com  temperatura média de 37,5°C. As águas quente são as principais características do município e também de Caldas Novas (falei sobre a cidade aqui) e atraem milhares de turistas durante todo o ano.

E vocês, já conhecem o Hot Park? ficaram com vontade de conhecer ?

 


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 14/10/2016
linha-travel-kipling-lary-di-lua-2Loja Kipling no Flamboyant Shopping Center (Goiânia/GO)

Quem me acompanha aqui no blog há um tempinho sabe que eu amo viajar. Por isso, estou sempre fazendo as malas. Às vezes elas são bem básicas, com um chinelinho, duas blusas, um short jeans, necessaire, remédios. Outras vezes, elas são bem cheias, com uns dois casacos, calças jeans, muitas meias, cobertor e outros. E para se adaptar aos meus roteiros e não me deixar na mão, a mala de viagem tem que ser bem resistente, assim como as malas da linha Travel da Kipling.

A linha Travel é composta por malas de todos os tamanhos (com rodinha ou  de mão), bolsas transversais e necessaires perfeitas para qualquer viagem. Além disso, há malas sem estrutura, que são fáceis de limpar, malas estruturadas, ideais para as viagens mais longas, e as semiestruturadas, que servem para qualquer viagem.

Malas de viagem

linha-travel-kipling-lary-di-lua-2

As malas com rodinhas da Kipling são silenciosas e possuem giro 360º, ou seja, nada de ficar sofrendo na hora de virar para o outro corredor do aeroporto rssr. Além disso, todas elas são grandes e têm organizadores no interior.  A Youri Spin 78 (estruturada) tem três bolsos, sendo um bolso telado, e cadeado. Já a Cyrah, além do bolso frontal de telinha, sua abertura principal é no meio, proporcionando mais organização. Há elástico no compartimento do fundo, ideal para segurar as roupas, e o compartimento da tampa é fechado por zíper, uma ótima ideia se você precisar dividir a mala com sua mãe ou seu namorado rsrs. A Darcey e a nova mala da linha Travel, ela é semi estruturada, possui dois bolsos externos e proteção nos puxadores da mala.

linha-travel-kipling-lary-di-lua-1

E o mais legal da linha Travel: alguns modelos podem ser personalizados, e é bem fácil fazer isso. Basta comprar sua mala pelo site da Kipling, escolher um modelo que tem o selo Customização e aí você so precisa escolher a fonte, digitar o texto ( seu nome, suas iniciais) e escolher a cor. Simples NE!?

Malas de mão

A Kipling também conta com  malas de mão, ideias para você levar um livro, câmera fotográfica, necessaires de makes, e muito mais.  Veja:

linha-travel-kipling-lary-di-lua-1

Já arrumou as malas e vai cair na estrada? Ouça essa playlist que fiz:

Eu amei as malas da linha Travel da Kipling, e você ?


Páginas123456789... 25»