Por Di Lua, sobre Moda
Dia 16/03/2018

Eu sou viciada em biquínis! Tenho vários conjuntos e ainda sim não posso ver um que já quero levar para casa, ou colocar na minha wishlist. Em mais uma dessas minhas compras imaginárias na internet, em que eu encho o carrinho e não compro nada (quem nunca?) acabei montando uma wishlist com vários biquinis da Zaful. Vejam:

O Violeta é a cor do ano de acordo com a Patone, empresa que ficou famosa por criar uma “Escala de Cores Pantone”, um sistema de cor utilizada na indústria gráfica e na indústria têxtil, então resolvi escolher alguns da seção purple swimsuit zaful:

01| 02| 03

01 – Eu amo essas hot pants, pois, além de esconder a barriguinha, são um charme.

02 – Este é o meu modelo de biquíni preferido! Sempre compro peças “soltas” de biquínis (só a parte de baixo lisa, ou só a parte de cima estampada que combine com duas cores ou mais), assim sempre tenho uma variedade grande de combinações.

03 – O que dizer dessa estampa de folhas? muito linda!

A tendência de hot pants não irá acabar tão cedo, e por isso coloquei estes três lindos da “high waisted bikini bottoms” na minha wishlist

 

01| 02| 03

01 – Eu amo tie-dyed, essa técnica de tingimento artístico, pois além de mudar totalmente uma peça, a torna única, pois nenhum tingimento será igual ao outro. O biquini é lindo, mas é daqueles que tem que tomar cuidado na hora de pegar sol, para não ficar com várias marcas estranhas pelo corpo haha.

02 – Ahhh, se tem um mix de estampa que amo é listras com poás, e foi por isso que me apaixonei por essa conjuntinho da Zaful! Esse com certeza eu irei comprar, pois amei muito.

03 – Esse conjuntinho uniu duas paixões minhas: hot pants e estampas delicadas.

Wishlist bônus: Mamães, titias e madrinhas, olhem só esses biquinis da seção “kids swimsuit Zaful“! Ahh, tem uns lindos na seção “Zaful girls swimwear também.

01| 02| 03

01 – Ahh, esse biquíni é uma gracinha e me lembra muito um que eu tive quando era criança.

02 – Maiô a cara dos anos 80 para a criança poder se movimentar a vontade

03 – Esse aqui foi escolhido pensando em fazer o famoso “Tal mãe, tal filha” com o biquíni do tópico anterior :D.

E aí, gostaram das minhas escolhas? Você já fez alguma compra na Zaful? comente aqui:

 


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 13/03/2018

Imagem Ilustrativa | Reprodução Freepik.com

Daqui a exatamente um mês desembarcarei no lugar que sonho em conhecer desde os meus sete, oito anos. Apesar de não ser uma viagem impossível, eu sempre coloquei outras coisas na frente dessa viagem: aniversário de 15 anos, faculdade, festa de formatura, arrumar um emprego na minha área, relacionamento, juntar dinheiro para comprar minha casa, entre outros. E a viagem sempre ia ficando para depois.

A parte complicada dessa minha viagem dos sonhos é que ela envolve uma série de coisas: quero visitar várias cidades deste país, não falo a língua local, quero ficar muitos dias, quero conhecer diversos lugares, e para ficar muitos dias é necessário muito dinheiro hahaha. Por muito tempo pensei em fazer o intercâmbio, mas um intercâmbio para lá ficava caro. Decidi então fazer um intercâmbio de seis meses em outro país, em outro continente. Pesquisei bastante e já estava quase fechando quando me veio o seguinte pensamento: “Vou conhecer vários lugares lindos, lugares que nunca imaginei conhecer, voltarei cheia de experiências e histórias, mas ainda sim essa não é a viagem que sonho há tanto tempo. E como gastarei bastante dinheiro no intercâmbio, precisarei adiá-la por mais um tempo ”. E foi aí que em menos de cinco segundos decidi que iria fazer minha viagem dos sonhos, mesmo que por um período curto, mesmo que não exatamente como eu sempre planejei.

Minha viagem dos sonhos

E aí comecei a pesquisar sobre os lugares que queria conhecer, documentos necessários, passaporte, passagens, hotéis, etc. De novembro a dezembro eu já tinha a ideia de que realizaria essa viagem entre abril e maio (mês do meu aniversário), mas nem passagem eu tinha comprado ainda. Como eu não queria que essa viagem dos sonhos fosse adiada por mais tempo, passei  a monitorar os sites de passagens aéreas em busca de um preço mais baixo. Como eu pensava em ir para diferentes cidades, queria encontrar passagens em que eu chegava em uma cidade e voltava de outra, mas todos as passagens estavam saindo por mais de R$4000,00, o que ficaria um pouco puxado para o meu orçamento.

 

Imagem Ilustrativa

Depois de muito pesquisar decidi comprar uma passagem de ida e volta para o mesmo destino, que custou R$2109,00 com o valor das taxas já incluso. Não foi tão barata, mas foi ok rs. Com as passagens compradas, já não havia mais como desistir. Então comecei a traçar roteiros (que eu mostrarei aqui no blog e no canal detalhadamente), pesquisar hotéis, passeios, entre outros.

Minha viagem dos sonhos terá 32 dias e começa no dia 12 de abril, quando embarcarei em Goiânia com destino a São Paulo para pegar meu primeiro voo internacional (fui de ônibus para Buenos Aires). Desses 32 dias, 15 serei voluntaria em uma fazenda que faz comida para necessitados do mundo todo. Ou seja, será uma viagem de turismo, mas também de voluntariado. E o mais incrível disso tudo é que estou indo SOZINHA!

Como eu compartilho toda a minha vida aqui no blog, com essa viagem não será diferente. A partir de hoje contarei como foi o processo de pesquisa de passagens, escolha de hotéis/hosteis, explicarei como será esse voluntariado, mostrarei meus passeios, dividirei dicas e dúvidas, entre outros. Inclusive, já estou mostrando como eu me organizei em relação a roteiros lá no meu instagram (já me segue lá para não perder nada).

E faltando apenas um mês para eu viajar, estou sentindo um misto de felicidade e medo, mas tenho certeza que será incrível.

Saiba mais sobre essa viagem neste vídeo aqui.

E vocês, também tem uma viagem dos sonhos? Qual é a sua? Arrisca dizer para onde vou?


Por Di Lua, sobre Uncategorized
Dia 09/03/2018

Dias das Mulheres respeito

Você sabia que o Dia Internacional da Mulher não é uma data comercial e surgiu após 129 trabalhadoras morrerem em um incêndio de uma fábrica de tecido de Nova York, em  1911? E que é por isso que eu e várias outras lutamos para que esse dia não seja comemorado com flores, chocolates e mensagens bonitinhas? O dia surgiu por conta da luta por mais igualdade de gênero e hoje é um dia que o comércio todo usa para celebrar padrões que há muito tempo lutamos para quebrar (mulher de verdade é aquela que não usa roupa curta, mulher de verdade é aquela que cozinha pra o marido, mulher de verdade é aquela que usa rosa, é delicada, graciosa, florzinha …).

A história desse dia atravessa o movimento das mulheres operárias norte-americanas, que comemoravam em diversos Estados o Woman’s Day, desde 1908, pelo esforço do movimento de mulheres socialistas para internacionalizar a data, em 1910, e por diversos acontecimentos que marcaram a história da luta das mulheres em diferentes partes do mundo. Nenhuma dessas histórias pode ser apagada”.

De uma perspectiva histórica, fica evidente o sequestro de significado e o apagamento ostensivo da história do Dia Internacional das Mulheres. Um dia que, nas palavras de Alexandra Kollontai, deveria ser de “consciência política e de solidariedade internacional” (KOLLONTAI, 1982) vem se tornando uma data comercial em que o mercado ‘celebra’ estereótipos de gênero que determinaram e limitaram a vida das mulheres.
Fonte: https://goo.gl/qMak9A

Além disso, ainda temos questão da violência contra a mulher. Quantas não recebem flores neste dia, e nos outros dias são agredidas, são silenciadas, assediadas, mortas? No Brasil 4,8 mulheres em um grupo de 100 mil são vítimas de feminicídio (assassinato de mulheres em contextos marcados pela desigualdade de gênero)*. E é por isso que eu, você, nossas mães, nossas filhas, nossas tias, nossas amigas, todas nós precisamos do feminismo. Precisamos nós unir e lutar diante de qualquer tipo de violência contra as mulheres! Um mundo melhor só será construído com respeito e equidade.

*Em 2013 o Brasil ocupava a 5ª posição com uma taxa de 4,8 homicídios de mulheres a cada 100 mil. Um aumento de 9% no número de assassinatos registrados. Em 2010, o Brasil ocupava a 7ª posição no ranking com uma taxa de 4,4.

 


Por Di Lua, sobre Diário de Goiânia
Dia 07/03/2018

Komiketo

Foi no Komiketo que passei a idolatrar o molho verde, ele era o melhor, até eu comer uma porção de filé de peixe com o molho em uma feirinha que tem aqui perto de casa hahaha. Fundada em 1986 em um simples trailler, que hoje conta com várias unidades, inclusive no Buriti Shopping, Goiânia Shopping e Passeio das Águas. A unidade que eu mais vou, e que é a minha preferida, é a Komiketo Oeste, que fica na Praça Leo Lynce, na Rua 21 – St. Oeste, um pouco acima da Praça Tamandaré. Quase todas as vezes peço o sanduíche bacon especial com hambúrguer bovino.

Tio Bákinas

Confesso que não achei muita graça quando experimentei um sanduíche no Tio Bákinas do Alto da Gloria, no final de 2015. Por isso fiquei algum tempo sem conhecer outras unidades. Contudo, comecei a fazer uma pós na UEG do Parque das Laranjeiras, e havia uma unidade do Tio Bákinas no bairro vizinho, Jardim da Luz, que logo visitei com as amigas após sair da aula morrendo de fome. Gostamos tanto, que voltamos no Tiáo Bakinas várias vezes durante o curso. O meu preferido é o Bák Agreste, que tem queijo coalho com mel.

Unidade Jardim da Luz: Endereço: Av. Albert Einstein esq. c/ Rua Chui, n° 129 – Jardim da Luz

New Trend Burguer 

Conheci o New Trend Burguer no ano passado, após ver diversas materias sobre o sanduíche de 1kg que servia de oito a dez pessoas tranquilamente. Ainda não experimentei esse sanduiche por motivos obvios: ainda não arrumei essas oito pessoas hahaha, mas experimentei um sanduiche da casa e bacon empanado e amei. Fui com uma amiga que mora lá próximo conhecer o New Trend Burguer e amei o ambiente, que tem até uma cabine de telefone inglês. No cardapio várias opções que parecem deliciosas e que servem bem, e acabei escolhendo o Pesto Burguer, sim com pesto de manjericão, para experimentar. Como a gulodisse falou mais alto, eu e a Ana Flávia aind pedimos uma porção de bacon empanado, que estava divina. Ah, o New Trend Burguer fica quase do lado do Belga PUB, deste post aqui.

Avenida T-9, s/n, Quadra CH, Lote 1-A, Jardim Planalto.

Leia também: Onde comer sanduíches especiais em Goiânia

 

Ficou com vontade de experimentar sanduíche das fotos? comente aqui:


Páginas1234567... 219»