Por Di Lua, sobre Lugares
Dia 13/05/2020
chapadas do brasil vale da lua chapada dos veadeiros lary di lua
Vale da Lua, Foto: Laryssa Machado

Entre os principais destinos de ecoturismo do país estão as chapadas do Brasil, formações geográficas caracterizadas por relevo montanhoso com muitos rios, cachoeiras e grutas. Tais áreas, que ocorrem principalmente no Nordeste e Centro-Oeste brasileiro, se formaram há milênios a partir da ação do vento e das águas. As principais chapadas brasileiras são:

Chapada dos Veadeiros, dos Guimarães, Diamantina, das Mesas, Araripe e Parecis.

Chapadas do Brasil

Chapada dos Veadeiros

Cachoeira do Carrossel, Foto: Laryssa Machado

A Chapada dos Veadeiros está localizada no nordeste goiano e é um dos principais destinos de ecoturismo do país. São mais de 40 cachoeiras, grutas, vales e mirantes espalhados pela região, rica em espécies da fauna e flora do cerrado. A abundância de quartzo e do fato dela ser cortada pelo Paralelo 14, o mesmo que passa por Machu Picchu, no Peru, faz com que essa seja uma das Chapadas do Brasil que atrai o turismo de misticismo.

A região Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é uma unidade de conservação localizada nos municípios de Alto Paraíso, Colinas do Sul, São João d’Aliança e Teresinha de Goiás. Até maio de 2017, o parque abrangia uma área de aproximadamente 65 500 hectares de cerrado de altitude. Desses hectares, 60% ficam em Cavalcante e os demais 40% em Alto Paraíso de Goiás. Ele foi criado em 1961, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, para proteger áreas de enorme beleza, recursos hídricos, fauna e flora específicos do cerrado mais alto do país. Em dezembro de 2001 o parque foi incluído na lista do Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Cachoeira Santa Bárbara, Foto: Laryssa Machado

As principais atrações são: Travessia das Sete Quedas, Cachoeira dos Saltos, Cachoeira do Carrossel, Vale da Lua, Cachoeira Santa Bárbara, Jardim de Maytrea, Cachoeira do Abismo, Povoado de São Jorge, Cachoeira Raizama, entre outras.

A cidade de Alto Paraíso é a principal base para quem quer conhecer a Chapada dos Veadeiros, juntamente com a Vila de São Jorge. Essa vila fica a 37km da cidade e a 700m da entrada do Parque Nacional. Contudo, montar base em Cavalcante é uma boa para quem quer explorar a Cachoeira Santa Bárbara.

Chapada dos Guimarães

Foto: Reprodução CVC

Localizada no Mato Grosso, a Chapada dos Guimarães está a 69 km de Cuiabá e compreende a capital mato grossense e a cidade homônima. O Parque Nacional, com 327km2, foi criado em 1989 após a intensificação de protestos contra atos do governo do estado em criar um complexo turístico nas proximidades a partir de 1984. 

O relevo desta Chapada apresenta grandes encostas de arenito vermelho, que chegam a 850m de altitude. De acordo com estudos, a Chapada dos Guimarães está em cima das placas geológicas mais antigas do planeta que passou por diversas transformações ao longo de 300 milhões de anos. Com o surgimento da Cordilheira dos Andes há 15 milhões de anos, a planície pantaneira foi afundada, criando assim a Chapada. Assim, sua paisagem é composta não só por cachoeiras e rios, mas também por fósseis, desertos, e sítios arqueológicos com pinturas rupestres e cerâmicas.

Cachoeira Véu da Noiva, Foto: Reprodução Mala de Viagem

A cachoeira Véu da Noiva, dentro do parque nacional é a maior atração da Chapada. No entanto, há várias outras na região, como as seis que fazem parte do Circuito das Cachoeiras, que é feito em 6h de caminhada. Há também o Circuito do Morro de São Paulo, trilha também de 6h por dentro da Chapada. Já no Vale do Rio Claro, circuito feito de carro 4×4, há lagunas e flutuações para banhos.

A cidade Chapada dos Guimarães é a base para quem quer conhecer o Parque e atualmente conta diversos hotéis e restaurantes.

Chapada Diamantina

Poço Azul, Foto: Reprodução site Um Viajante

A Chapada Diamantina, localizada no oeste do estado da Bahia, é uma região de serras onde nascem quase todos os rios das  bacias do Paraguaçu, do Jacuípe e do Rio de Contas. Com 1521 km², o Parque Nacional foi criado em 1985 e distribuído pelos municípios de Andaraí, Ibicoara, Iramaia, Itaetê, Lençóis, Mucugê e Palmeiras. Assim como as outras Chapadas do Brasil, essa é rica em biodiversidade e é rica em cachoeiras, vales e grutas.

A formação da bacia sedimentar do Espinhaço começou há cerca de 1 bilhão e 700 milhões de anos, a partir do preenchimento das depressões com materiais vulcânicos, areias e cascalhos. Posteriormente, as camadas de sedimentos foram erguidas pressionadas pela ação das placas tectônicas.

Morro do Pai Inácio, Foto: Reprodução Destinos Incríveis

Entre os  principais atrativos da Chapada estão: trilha de 500 metros que leva ao topo do Morro do Pai Inácio; Travessia do Vale do Pati, Cachoeira da Fumaça, Cachoeira do Buracão, Poço Azul e Poço Encantado.

A base principal para conhecer a Chapada Diamantina é a cidade de Lençóis, que possui uma maior estrutura turística. Entretanto, Mucugê, Vale do Capão e Igatú também oferecem atrações e boas opções de hospedagem. Uma alternativa para aproveitar ao máximo a Chapada é montar base em duas cidades.


Por Di Lua, sobre Entretenimento, Lugares
Dia 18/04/2019

Sou apaixonada em Outlander, a série sobre uma viajante do tempo, Claire Fraser, que vive diversos momentos importantes da história na Escócia. A trama é baseada na série de livros de Diana Gabaldon, cuja primeira edição foi publicada em 1991 (ano que eu nasci) nos EUA.

Claire (Caitriona Balfe) é uma enfermeira que viaja com o marido Frank (Tobias Menzies) para a Escócia após o término da Segunda Guerra Mundial. Entretanto, durante um passeio próximo de Craigh na Dun, Claire acaba sendo transportada para a Escócia de 1743, onde conhece Jamie Fraser, por quem acaba se apaixonando.

Mas não pense que a série trata só do romance de Claire e Jamie e as consequências disso, pois ela vai muito além. Nos primeiros episódios conhecemos a cultura escocesa, sobre a formação dos clãs, e o levante jacobita, a batalha de Culloden, bem como diversos momentos importantes da história mundial. Além disso, ao longo da série, vemos também a história da imigração escocesa nos Estados Unidos. A participação da mulher na sociedade também é um tema muito abordado na série, uma vez que Claire é uma enfermeira, que mais tarde se torna médica, e volta para o século XVIII, período em que a mulher que entendia de cuidados médicos, plantas medicinais, ou ler, era considerada bruxa.

Além de ser uma série maravilhosa, Outlander me fez ter uma vontade enorme de conhecer a Escócia, e por isso, vez ou outra me pego pesquisando lugares em que a série se passa e que eu poderia conhecer em uma viagem para lá.

Lugares na Escócia onde foi filmado Outlander.

Inverness – Falkland

Claire e Randal viajam para Inverness, atual capital da região de Highland. Apesar de realmente existir e ficar a 260km de Edimburgo, as cenas no local foram gravadas na praça principal de Falkland, no condado de Fife. Inclusive o hotel mostrado no primeiro capítulo da série pode ser reservado aqui.

Craigh na Dun – Rannoch Moor

Rannoch Moor

As cenas de Craigh na Dun, a região onde fica o círculo de pedra onde Claire se teletransporta no tempo , foram gravadas em Rannoch Moor, em Perthshire, e as pedras feitas em isopor. Todavia, existem diversos círculos de pedras na Escócia, principalmente por ali ser berço da cultura celta. Um destes locais é Clava Cairns, próximo ao local onde aconteceu a batalha de Culloden.

Clava Cairns

Castelo de Leoch – Doune Castle

As cenas na residência de Colum Mackenzie e seu clã, o Castelo de Leoch foram gravadas no Doune Castle, um castelo medieval construído no final do século XIV perto de Stirling. O local também serviu de locação na primeira temporada de Game of Thrones.

Lallybroch – Midhope House

As cenas de Lallybroch, o lar dos Fraser’s, foram filmados em Midhope House, um castelo construído no século XVI. As visitas internas são proibidas devido ao péssimo estado de conservação do local, mas você pode conhecer a parte externa do local, em determinadas épocas do ano. Confira as datas atualizadas neste site aqui.

Culloden

Como todos os fãs de Outlander já sabem, a Batalha de Culloden realmente existiu. Foi uma batalha entre as tropas do governo britânico e dos rebeldes jacobitas, escoceses das Terras Altas, que teve seu desfecho no pântano de Culloden, perto de Inverness, no dia 16 de abril de 1746. Entretanto, não sei ao certo se as cenas da série foram realmente gravadas onde aconteceu a batalha, mas no local há lápides em homenagens à vários clãs da Escócia, inclusive do Clã MacKenzie e do Clã Fraser, famílias reais que aparecem na série.

*Post com informação do Contando as Horas e do Turistando.In

**Imagens Reprodução


Por Di Lua, sobre Lugares
Dia 14/11/2016
toca hobbit no airbnb lary di lua

Você já pensou em conhecer uma verdadeira toca Hobbit? Em Orondo River Park, Washington (EUA) você não apenas pode ver uma como também pode se hospedar na “Casa Minúscula do Condado (Tiny House in the Shire)”, da Kristie. A construção é inspirada em uma toca hobbit e está localizada na encosta da Columbia River Gorge.

Toca Hobbit no Airbnb

A toca hobbit, disponível para aluguel no Airbnb, chama a atenção no meio da vegetação característica ao mesmo tempo em que encanta com sua icônica porta redonda. Do quarto principal, o hóspede tem uma vista magnífica da janela, que também é redonda. Além disso, todo o interior da casa é decorado inspirado em uma toca do Bolsão. Dessa forma, não tem como não se imaginar em um livro de J. R. R. Tolkien.

O local acomoda duas pessoas, tem aquecimento central e lareira. Segundo a própria descrição da proprietária, a “maioria dos vizinhos serão veados, coelhos, pássaros e galinhas”. Ah, e o perfil da toca hobbit no Airbnb conta com 91 avaliações positivas. A diária para se hospedar na  “Tiny House In the Shire” custa R$873 .

Eu fiquei encantada assim que coloquei os olhos nessa toca Hobbit, e ela já está na minha wishi list, Hospedagens do Sonho, do Airbnb.

Airbnb

O Airbnb é um site comunitário de hospedagens, onde é possível alugar quartos compartilhados, apartamentos, espaços inteiros, bem como cabanas ou tendas no deserto durante uma viagem. Para isso basta se cadastrar no site e pesquisar acomodações em mais de 34.000 cidades e 191 países. Você se hospeda bem, pagando relativamente baixo para isso. Além disso, ainda pode ganhar uma renda extra ao locar um espaço de sua residência. O site, foi criado em 2008 em São Francisco, na Califórnia. 

Descobri o Airbnb por indicação de uma amiga. Vou para São Paulo no início de dezembro e estava olhando tarifas de hotéis e hostels na região da Avenida Paulista. Contudo, após ela me falar do site, pesquisei e não tive dúvidas na hora de escolher um apartamento bem localizado e com a diária bem em conta. Após essa viagem, irei fazer um outro post para contar minha experiência.

Ah, quer receber R$130 de desconto em sua primeira estadia no Airbnb? Use meu código: www.airbnb.com.br/c/laryssam169

Ficou com vontade de se hospedar nessa toca hobbit? já conhecia o Airbnb? Me conte aqui nos comentários.

Salve esse post no Pinterest


Por Di Lua, sobre Lugares
Dia 26/11/2015

Castelo de Arundel lary di lua (2)

Localizado em West Sussex, na Inglaterra, o Castelo de Arundel foi arquitetado em 25 de dezembro de 1067 por Roger de Montgomery, que foi coroado como conde de Arundel pelo rei inglês Guilherme, o Conquistador. A construção do Castelo de Arundel, que é um dos mais belos e conservados da Idade Média em toda Grã-Bretanha, foi iniciada em 1070.

História do castelo

No ano 1102, Henrique I, filho do rei Guilherme, tomou posse do castelo e o doou-o a Gilherme de Aubigny. O Castelo de Arundel permanece há 400 anos na posse desta família, cujo descendente atual é o Duque de Norfolk. O Castelo foi símbolo do catolicismo na Inglaterra, pois a família dos antigos e atuais duques recusou a Revolução Protestante.

Castelo de Arundel lary di lua (1)

Durante a Anarquia, em 1139, o castelo serviu de refúgio para a Imperatriz Matilde. E no período da Guerra Civil Inglesa, a edificação foi completamente destruída, sendo restaurada no século XVIII e XIX.

Duques

Os duques de Norfolk são representados atualmente pelo 18º Duque, Edward Fitzalan-Howard, que, assim como os outros duques, porta o título de Marechal Hereditário da Inglaterra. Eles são os últimos a conservarem o direito hereditário de fazerem parte da Câmara dos Lordes, cujo detentor é denominado como “Primeiro dos Duques Pares da Inglaterra”. Por isso, Edward Fizalan-Howard sempre acompanha a rainha quando ela vai à Câmara dos Lordes, ou quando ela realiza o discurso de abertura das sessões. Enquanto conde de Arundel, o Duque é o “Primeiro Conde” do reino, pois governa uma das primeiras famílias aristocráticas da Inglaterra.

Castelo de Arundel lary di lua (6)

O castelo com o passar dos anos

Com o passar dos anos, a historia e conflitos travados na região foram conferindo ao Castelo de Arundel, força e elegância. As torres mediais sem janelas, que são destaques na construção, delimitam o perímetro do castelo. Muros também rodeiam todas as instalações, expressando a preocupação militar. Para que a luz entre no interior do castelo, foram feitas grandes janelas góticas. O pátio interior tem um belo jardim. Nas paredes: escudos e bandeiras com as armas dos duques de Norfolk.

Castelo de Arundel lary di lua (5)

O Castelo de Arundel está aberto à visitação entre os meses de abril e agosto. Durante a visita é possível percorrer vários aposentos, inclusive o grande salão e sua torre principal. Além disso, é possível apreciar tapeçarias, móveis, pinturas e esculturas, além dos quartos construídos especialmente para a visita da Rainha Victoria, que ficou hospedada no Castelo em 1846.

Castelo de Arundel lary di lua (4)

Para saber mais, visite o site oficial do Castelo aqui.

E vocês, já conhecem o Castelo de Arundel ? Ficaram com vontade de conhecer ?


Páginas123