Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 29/11/2018

A Cachoeira da Raizama é um dos atrativos próximo à São Jorge e uma boa alternativa caso o Parque Nacional esteja cheio.

De São Jorge à Raizama

No dia 13 de outubro, nos programamos para chegar no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros às 8h, contudo nos enrolamos. Às 8h30 a caminho do parque, algumas pessoas nos informaram que ele já estava lotado, em razão do feriado, e por isso não receberia mais ninguém. Voltamos até São Jorge e conseguimos transporte com o Uandersom ((62) 99997-1148) até a Cachoeira Raizama, que fica a 3km dali.Como fomos em um grupo com cerca de 18 pessoas, ele cobrou R$20 ida e volta.

Na entrada da fazenda Raizama, que por si só já é cheia de energia, há um palco para shows com fotos de lendas do rock e instrumentos livres para quem quiser tocar. Além disso, o local dispõe de banheiros e de um pequeno bar que sempre tem água para vender e na hora do almoço alguns quitutes, como torta de frango. No dia 13 de outubro, a entrada estava custando R$20, mas como estávamos em um grupo grande, o proprietário cobrou R$15 de nós.

Cachoeira Raizama

A Cachoeira é formada pelo encontro das águas do rio Raizama e do Rio São Miguel. Durante a trilha circular, o visitante pode se banhar em piscinas formadas nos trechos desses rios e admirar os cânions formados ao longo do rio São Miguel. A Trilha, que é mais curta e tranquila, tem apenas um trecho complicado, que é nas descidas em escadarias para os pontos para banho. O percurso total na trilha é de 2,6km, e por isso é a melhor pedida para quem vai com crianças ou pessoas mais velhas.

Contudo, durante o percurso da trilha, o meu grupo acabou “passando reto” pelas piscinas naturais formadas entre os cânions (por falta de sinalização), seguindo direto para a cachoeira da Raizama e voltando para a portaria. O guia então propôs voltar conosco e mostrar o caminho certo. Dica: preste bastante atenção na explicação da entrada e na hora que chegar no primeiro mirante dos cânions, siga pela esquerda.

Por ser de fácil acesso e ter uma trilha mais curta, a Raizama é uma ótima opção para quem está com crianças ou não tem tanto preparo físico para encarar o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros.

Assista ao vlog do meu dia na Raizama aqui

E você? Gosta de viagens assim? já ouviu falar da Chapada dos Veadeiros? Comente aqui:


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 06/11/2018

No feriado do dia 12 de outubro fui para a Chapada dos Veadeiros com a Satur Viagens e aproveitei para conhecer a nova trilha do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Saímos de Goiânia no dia 11 de outubro a noite e chegamos na Vila São Jorge, onde ficamos hospedados, por volta das 6h da manhã. Me ajeitei no meu quarto, tomei um café da manhã reforçado e fui para o Parque, que fica a 800m da Vila. Estava com um grupo que conheci na excursão e decidimos fazer a Trilha do Carrossel, inaugurada no dia 11 de setembro.

Trilha do Carrossel – Chapa dos Veadeiros

A Trilha faz parte do circuito dos Saltos, mas você não precisa ir até eles. Você pode pegar a trilha e seguir direto para a Cachoeira do Carrossel, se refrescar após duas horas de caminhada e seguir para as Corredeiras do Rio Preto para descansar e finalizar a trilha, voltando para a entrada do parque, como eu fiz. O trajeto de ida e volta da trilha do Carrossel passando pelas Corredeiras tem cerca de 9km.

A intensidade da trilha é moderada, com trechos com pedras soltas, descidas íngremes e pedras escorregadias. É preciso ter preparo físico e atenção redobrada. Apesar disso, vale muito a pena, pois a cachoeira do Carrossel é linda. Ahh, além disso, o público preferencial tem entrada permitida com veículos 4×4 próprios até o estacionamento das Corredeiras.

Corredeiras do Rio Preto

Parque Nacional dos Veadeiros

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza localizada aqui em Goiás. Até maio de 2017, o parque abrangia uma área de aproximadamente 65 500 hectares de cerrado de altitude, dos quais aproximadamente 60 % ficam em Cavalcante e os demais 40 % em Alto Paraíso de Goiás. O parque ainda abrange os munícios de Colinas do Sul, Teresinha de Goiás e São João da Aliança. O Parque foi criado em 11 de Janeiro de 1961, pelo então presidente Juscelino Kubitschek para proteger áreas de enorme beleza, recursos hídricos, fauna e flora específicos do cerrado mais alto do país, protegendo inclusive o ponto culminante do Planalto Central.

Em dezembro de 2001 o parque foi incluído na lista do Patrimônio Mundial pela UNESCO. Atualmente sua administração está a cargo do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Assista ao vlog deste dia aqui

Saiba como chegar à Cachoeira Santa Bárbara lendo este post aqui


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 26/12/2017

Este ano realizei várias viagens em Goiás e em lugares no Brasil. Assim, em clima de retrospectiva, resolvi fazer este post listando os melhores lugares que conheci em 2017, confira:

Lugares no Brasil

Cachoeira Santa Bárbara  – Cavalcante/GO

No mês de abril fui para Cavalcante/GO, cidade que abriga parte da Chapada dos Veadeiros. E é lá que está a Cachoeira Santa Bárbara, a qual eu era doida para conhecer. Para chegar até a cachoeira, fomos de ônibus até o Engenho Velho II, e de lá seguimos a pé por 6km.

A caminhada é cansativa e longa, mas vale a pena chegar na Cachoeira Santa Bárbara e tomar um banho gelado em suas águas cristalinas com um lindo tom de azul. O local me encantou tanto que está entre os melhores lugares do Brasil que conhecei este ano. O lado chato é que, devido ao número de pessoas, cada grupo só pode ficar no local durante 1h. Se você puder, vá fora de temporada (férias de janeiro e julho) e feriados.

Capitólio, Minas Gerais

A Rainha dos Lagos, como Capitólio é conhecida, tem feito parte do roteiro de vários turistas brasileiros. A cidade, localizada a 285km de Belo Horizonte, tem opções de passeios para toda a família, desde passeio de lancha entre os cânions formado pelas águas da Hidrelétrica de Furnas, até rapel em cachoeiras.

Eu não tive muita sorte durante minha rápida viagem. Eu havia programado para passar duas noites e um dia na cidade, mas só choveu. Ainda assim consegui ir ao Mirante do Cânion e me encantar com algo tão lindo, e por isso Capitólio é um dos melhores lugares do Brasil que conheci este ano.

Hotel Tauá – Araxá, em Minas Gerais

Eu nunca tinha entrado em um Hotel tão grande e lindo como o Tauá, localizado em Araxá/MG. As Termas de Araxá e a Fonte Dona Bejá, dois pontos turísticos araxaenses, estão localizados nas propriedades do Hotel, por isso é inevitável ir ao locar e se encantar com sua imponência.

Além dos banhos de lama, relaxantes e radioativos, os turistas podem fazer um tour no Hotel. Durante a visita guiada, a historia do Barreiro, bem como a história do Hotel Tauá são esclarecidas, além do visitante conhecer vários salões importantes do local. Eu amei a visita e recomendo à todos que forem à Araxá.

E você, conheceu algum lugar legal este ano? comente aqui:


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 09/05/2017

Poço Encantado lary di lua

Poço Encantado, cachoeira com praia, é destaque em Teresina de Goiás na Chapada dos Veadeiros.

De Cavalcante à Teresina de Goiás

No segundo dia da viagem, domingo, fomos à Cachoeira Poço Encantado, em Teresina de Goiás, a 30 km de Cavalcante – GO. Fomos no ônibus da excursão mesmo, mas pagamos R$10 (cada) para o translado do Hostel até a Cachoeira, localizada na Fazenda Rio de Pedra, dentro da Chapada dos Veadeiros.

Poço Encantado lary di lua

Gastamos cerca de 30 minutos do nosso Hostel até a estrada da entrada da Fazenda. Em certo trecho nosso ônibus não conseguiu continuar e fizemos uma caminhada de cerca de 10 minutos até a entrada do Poço Encantado. Pagamos R$20 (cada) para passar o dia no local, que conta com pousada, restaurante e banheiros.

Poço Encantado lary di lua

Cachoeira Poço Encantado

Da estrada de terra já dá para ver a Cachoeira Poço Encantado, que é belíssima por sinal. Do restaurante, situado na entrada do complexo, até a cachoeira são cerca de 200m de trilha, que, apesar de fácil, conta com uma ponte que balança ( e que dá certo medo haha). A Cachoeira Poço Encantado tem cerca de 38 metros de altura total,  conta com uma “prainha” de areia branca, e, dependendo da época, são formados poços.

Poço Encantado lary di lua

Como a Cachoeira está localizada em uma Fazenda, almoçamos por lá mesmo. Os pratos são a La carte e serve de duas a quatro pessoas. Pedimos um prato de filé de frango grelhado para duas pessoas e dividimos em três e comemos super bem. O lado ruim foi que fizemos o pedido às 12h e o almoço só ficou pronto às 15h, e não passa cartão.

Poço Encantado lary di lua

Ah, ainda dá para praticar stand up paddle na Cachoeira Poço Encantado, são R$20 por 30min. Como lá não passava cartão, meu dinheiro estava contado para o almoço (descuido meu) e não tive a brilhante ideia de dividir os 30min com minhas amigas haha. Fora isso, o dia foi incrível e valeu muito.

Ficou curioso para ver como foi minha viagem? assista ao vídeo abaixo:

Ah, me segue no Instagram, é lá que posto meu dia a dia!


Páginas12