Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 12/12/2019
Passo a Passo para tirar o visto norte americano lary di lua

Muitas pessoas sonham em conhecer o Estados Unidos mas acabam desistindo quando pensam em tirar o visto. Quem é que nunca ouviu alguém contando que teve o visto negado? Quando eu comecei a pensar na minha viagem para a Califórnia, ouvi de diversas pessoas que eu não iria passar na entrevista do visto, pois eu era solteira e eles poderiam pensar que eu estava indo para ficar; que eu precisava fazer todo o processo por intermédio de uma agência, entre outros. Confesso que após ouvir essas coisas fiquei com muito receio, principalmente porque a taxa para tirar o visto americano gira em torno de R$520 e se você tem o visto negado, só poderá requerer uma nova entrevista pagando novamente.

Em agosto de 2018 eu acabei preenchendo o formulário DS-160 mas só marquei a entrevista em novembro, por medo de ter o visto negado. Contudo, a minha entrevista foi super tranquila, apesar de eu estar bem nervosa. Só respondi o que me foi perguntado e de acordo com o que eu tinha colocado no formulário, que era tudo verdade. Ou seja, se você está realmente indo para passear, já pesquisou por hotéis, tem dinheiro para se manter durante o período de sua viagem, tem trabalho fixo no Brasil, tem onde morar, não precisa ficar com receio, pois as chances de você ter o visto negado são mínimas.

Na minha entrevista, a agente perguntou: minha profissão; com quem eu morava; a profissão dos meus pais; e qual o motivo da minha viagem. Na hora que eu falei que era jornalista ela perguntou se eu iria escrever sobre a viagem. Eu respondi que sim, ao que ela me informou que era necessário um outro visto, um visto de trabalho. Na mesma hora eu respondi que eu estava indo de férias, como turista e que eu ia escrever sobre a viagem no meu blog pessoal, não a trabalho. Ela informou que o meu visto foi aceito e eu saí de lá com os olhos marejados de felicidade.

Então minha dica é bem simples: só responda o que for perguntado e fale a verdade.

Passo a passo para tirar o visto norte americano

Para não se confundir e não preencher nada errado, o visto B1 é para turistas em viagens de negócios/reuniões, já o visto B2 é para turistas à passeio/férias.

  • Preencha o formulário DS-160 aqui. Ele está em inglês e deve ser preenchido também em inglês com informações verdadeiras e atuais (o site pode ser traduzido para português, mas minha dica é usar o Google Tradutor na aba do lado para não ter erro);
  • Pague a taxa de solicitação (MRV), que para B1/B2 é $160, pelo cartão de crédito, boleto ou em qualquer agência do Citibank;
  • Após a confirmação do pagamento (dois dias úteis) agende as entrevistas, tendo em mãos o número de inscrição no DS-160, número do passaporte e o recibo de pagamento do MRV. Na hora de agendar a entrevista, você deverá escolher a forma de entrega do passaporte (como não tem CASV nem embaixada ou consulado em Goiânia, escolhi para receber em casa);
  • Você deverá agendar a coleta de dados (foto e impressões digitais) nos Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto USA (CASV) e agendar a entrevista na embaixada ou consulado;
  • Compareça no dia agendado no CASV para a coleta dos dados biométricos, levando o passaporte e a página de confirmação do formulário DS-160;
  • Compareça também à entrevista na embaixada ou no consulado no dia agendado, levando o passaporte e a página de confirmação do formulário DS-160

*Agendei a ida no CASV e à Embaixada no mesmo dia, pois moro em Goiânia e teria que fazer isso em Brasília. Assim tirei um dia para resolver isso.

  • Depois da entrevista e se o seu visto for aceito, você receberá seu passaporte em casa ou no CASV escolhido.
  • Com o passaporte em mãos comece a planejar sua viagem e procurar por passagens aéreas!

Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 25/09/2019
planejamento de viagens lary di lua

Eu costumo dizer que o sucesso de uma viagem é o seu planejamento e isso é a primeira coisa que faço quando penso em cair na estrada. Prefiro pensar em quanto vou gastar, como vou chegar em tal local, o que tem para fazer naquele local, deixar o hostel reservado, coisas simples mas que fazem toda a diferença.

E para ajudar vocês a organizarem suas viagens, tenho feito uma série de posts aqui no blog e vídeos lá no canal. Como muitas pessoas preferem conteúdos visuais, vou deixá-los listados aqui:


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 03/09/2019

Como poupar dinheiro para uma viagem é a pergunta mais mais recebo e sempre respondo da mesma forma: viajar precisa ser uma prioridade em sua vida. Só assim ficará muito mais fácil guardar dinheiro para realizar uma grande viagem ou sempre ter uma reserva para fazer várias viagens pequenas no ano, dependendo claro de suas condições financeiras.

Contudo, é importante ressaltar que, levando em conta os problemas sociais do Brasil, não dá para eu falar para uma pessoa que tem filhos e banca todos os gastos básicos (moradia, energia, água e comida) da família com um salário mínimo poupar dinheiro para viajar. Infelizmente esta é a realidade brasileira e não dá para ignorá-la.

Enfim, se você não se encaixa no caso acima, vez ou outra tem um dinheiro sobrando e quer muito cair na estrada, este post é para você.

Como guardar dinheiro para uma viagem

Na Alamo Square, na minha primeira viagem à San Francisco, na Califórnia

O primeiro ponto para poupar dinheiro para uma viagem é definir qual a sua prioridade hoje. Você quer comprar um carro? Precisa de um celular novo? Gosta de sair toda semana com os amigos? Então viajar não é uma prioridade para você no momento. Agora, se você gosta de paz, de conhecer lugares novos, viver novas histórias, ter experiência para contar e precisa disso para recarregar as energias, ficar em paz com você mesmo, então viajar é uma prioridade em sua vida.

A partir do momento em que viajar vira uma prioridade na sua vida você começa a poupar dinheiro para viajar, parece mágica, mas não é. Primeiro porque você passa a se perguntar se de fato você precisa de comprar algo novo. Há um tempo eu sempre comprava algo quando ia no shopping bater perna. Parecia que eu precisava comprar algo só porque eu tinha ido ao shopping e eu acabava comprando. Muitas vezes eu nem usava a peça ou acabava me arrependendo quando eu chegava em casa. Então parei de ir ao shopping bater perna, hoje em dia eu só vou por precisão mesmo.

Corte gastos supérfluos

Outra coisa que você pode fazer é cortar gastos que não são tão necessário assim. Por exemplo, muitas mulheres vão toda a semana no salão de beleza, para cortar o cabelo ou fazer as unhas, e isso acaba virando um hábito. Mas muitas dessas coisas podemos fazer em casa. Por exemplo, se você sabe fazer as unhas, pode fazer em casa e economizar um dinheiro, ou você pode comprar um creme de hidratação e economizar não fazendo o procedimento no salão.

Tudo isso depende do que é prioridade na sua vida. Para ficar mais fácil, faça uma lista e anote todos os seus gastos. Você realmente assiste muitos filmes/séries na Netflix para ter que pagar um plano? Você precisa sair todos os dias do final de semana com os amigos? Você precisa ir de Uber à tal lugar ou você pode ir de ônibus? Reveja seus gastos e comece a cortar os desnecessários.

Tenha uma lista das viagens que gostaria de fazer

Ter uma lista de lugares que você gostaria de conhecer ou das viagens que você sonha em fazer é uma ótima estratégia para juntar dinheiro. Pois ao colocar no papel, aos poucos você começa a planejar, estimar os custos e aos poucos você já estará ali planejamento aquela viagem e pensando em como economizar para realizá-la.

Tenha uma poupança para viajar

Você tem uma conta poupança? Comece a depositar um valor x mensalmente. Ao fazer a lista de gastos que você pode cortar, você descobrirá o quanto poderá economizar por mês, então pegue este valor e o deixe na poupança. Hoje em dia com os bancos digitais é muito mais fácil ter uma conta só para esta finalidade. Eu, por exemplo, uso minha Nu Conta para deixar minhas economias para viajar e, além de ajudar, é bem fácil.

Salve este post em seu Pinterest para não perder estas dicas

E você, tem alguma dica de como guardar dinheiro para uma viagem? Comente aqui:


Por Di Lua, sobre Diário de Viagem
Dia 15/08/2019

Eu sempre abro uma nova planilha de planejamento de viagem assim que eu começo a pensar em um destino. Isso facilita muito a viagem em si e a própria fase de planejamento. A seguir eu listo passo a passo de como penso e organizo minhas planilhas.

Planilha de planejamento de viagens: lista de locais

Essa é uma planilha opcional e que a maioria das pessoas carrega na mente. Sabe quando as pessoas te perguntam o local que você mais gostaria de conhecer ou para onde irá viajar nas suas férias? Acredito que a maioria das pessoas tem uma lista mental para essas viagens e muitas outras gostam de anotar para que o universo ouça aquilo e dê uma forcinha.

Eu confesso que não tenho isso anotado em nenhum lugar, mas sei de cor os locais que estão de primeiro ao quinto lugar da minha lista de lugares para conhecer.

Está bem, vou dividir minhas viagens dos sonhos com vocês: Grécia, Egito, Itália, Escócia e Inglaterra.

Planilha com os dias e locais

A primeira planilha de planejamento de viagem que crio é com os dias em que eu estarei viajando, inclusive com os dias de locomoção, ou seja, os dias que estarei voando ou na estrada, por exemplo. Isso me ajuda a fechar os hotéis, a planejar os roteiros, a calcular os custos das viagens.

Então faço uma coluna com as datas e uma outra coluna com o local. Se eu irei para mais de dois locais durante a viagem, eu gosto de deixar as cédulas de cores diferentes, para facilitar a legibilidade da planilha.

Planilha com roteiro resumido

Na planilha com os dias e locais acabo criando uma nova coluna e colocando as coisas que pretendo fazer neste dia. Isso me ajuda a, ao longo do planejamento, pensar o roteiro da melhor forma possível e agrupar cada coisa em uma região da cidade ou do local. As vezes tem um ponto x que fica perto do hotel, mas também fica perto da praia em que você pretende passar o domingo, então após pensar de forma geral em todos os dias da viagem, você pode reorganizar o roteiro e decidir visitar o local x quando estiver voltando da praia. Falando assim parece coisas simples, mas que fazem bastante diferença durante uma viagem, principalmente se ela for curta.

Por exemplo, quando fui para o Espírito Santo, no dia 16/05, o dia em que cheguei em Guarapari, planejei visitar os pontos próximo ao hostel e depois coloquei os pontos mais no Centro para visitar no fim da tarde, início da noite.

Passeio de trem de Ouro Preto a Mariana/MG

Também gosto de deixar essa planilha com uma coluna de manhã, tarde e noite para deixar minha viagem ainda mais prática e organizada. Contudo, destaco que na maioria das vezes não fico tão presa ao roteiro e que ele funciona como uma guia para mim. Gosto de viver o momento e nem sempre as coisas irão acontecer da forma que planejamos e isso é a graça da vida.

Planilha de planejamento de viagem

Atenção:

Quando eu faço uma viagem aqui no meu Estado ou até para outros estados, que não necessita de tanto planejamento assim, minhas planilhas costumam ser simples, só com os dias, locais e roteiro resumido, e acabo fazendo uma planilha para eu calcular os custos da viagem a parte (leia este post aqui). Na minha viagem para os Estados Unidos elas foram bem detalhadas, com nome de hotéis, ruas, locais e todo detalhe que ajudaria minha locomoção, até porque eu não era (ainda não sou) fluente em inglês.

Primeira planilha que fiz para a viagem aos EUA

Pensando nisso, disponibilizei a planilha que uso para planejar viagens, de forma geral, para vocês aqui. Baixe, use e depois me conta aqui se gostou.


Páginas123